IGP-M volta a acelerar e varia 0,11% em setembro

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) sofreu, em setembro, uma variação positiva de 0,11%. No mês anterior a taxa estava em baixa de -0,32%. Para este resultado, teve…

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) sofreu, em setembro, uma variação positiva de 0,11%. No mês anterior a taxa estava em baixa de -0,32%. Para este resultado, teve influência na composição do índice o Índice de Preços por Atacado (IPA), que variou 0,04%. Já o índice relativo aos Bens Finais variou -0,18%, em setembro. Contribuiu para a desaceleração o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa de variação baixou de 0,28% para -4,60%. O índice de Bens Finais registrou variação de 0,24%, frente a 0,26% de agosto.

Conforme os números divulgados hoje (29) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o índice referente ao grupo Bens Intermediários variou 1,05%. Em agosto, a taxa havia sido de 1,28%. O subgrupo materiais e componentes para a construção registrou decréscimo em sua taxa de variação, de 4,68% para 1,71%, sendo o principal responsável pela desaceleração do grupo. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, variou 1,17%, ante 1,26%, em agosto.

Para o consumidor, o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) sinalizou queda de -0,06%, em setembro. Conforme a FGV, a principal contribuição no sentido descendente partiu do grupo Alimentação (-0,46% para -1,04%). Nesta classe de despesa, os destaques foram: hortaliças e legumes (-6,51% para -8,84%), laticínios (-0,78% para -2,92%) e arroz e feijão (-1,65% para -4,34%).

Em desaceleração também os grupos Habitação (0,82% para 0,29%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,54% para 0,32%) e Transportes (0,18% para 0,11%). Contribuíram para a desaceleração destas classes de despesa os itens: tarifa de telefone fixo residencial (2,46% para 0,36%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,63% para 0,06%) e gasolina (0,17% para -0,10%), respectivamente. Em contrapartida, os grupos Educação, Leitura e Recreação (0,03% para 0,35%), Despesas Diversas (0,84% para 1,26%) e Vestuário (-0,16% para 0,31%) registraram acréscimos em suas taxas de variação. Nestes grupos, vale citar o comportamento dos itens salas de espetáculo (-0,12% para 2,77%), cigarros (0,23% para 2,38%) e roupas (-0,71% para 0,27%).

Veja também

    PesquisaNoticias

    Na comparação com o Dia dos Namorados de 2023, 17% dos lojistas dizem ter vendid...

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra no Centro da capital

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Créditos do BNDES: empresário, você tem acesso a este recurso

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Sondagem do Sindilojas POA prevê Dia dos Namorados tímido para o comércio na ca...

    Veja mais