Imposto de materiais escolares dificulta acesso ao ensino

Sindilojas Porto Alegre diz que alta tributação é inaceitável.

Com o início do ano letivo de 2014, a alta tributação nos materiais escolares volta a pesar no bolso do consumidor. De acordo com o…

Sindilojas Porto Alegre diz que alta tributação é inaceitável.

Com o início do ano letivo de 2014, a alta tributação nos materiais escolares volta a pesar no bolso do consumidor. De acordo com o Sindilojas Porto Alegre, os impostos chegam, aproximadamente, a 50% do valor de alguns materiais.

Para o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Ronaldo Sielichow, é inaceitável um país que tem necessidade de melhorar a educação, ter uma carga tributária tão elevada, dificultando o acesso da população à educação. “Não adianta falar de investimentos em educação, se por outro lado limita-se o acesso da população a estes produtos. Os altos impostos travam o acesso à educação, por isso, o Sindicato apoia a redução tributária do material escolar”, destacou Sielichow.

Segundo dados do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), os cadernos, que são os itens mais procurados, têm uma carga tributária de 34,99%, mesma taxa dos lápis, enquanto mochilas têm tributações de 39,62%.

Veja também

    Noticias

    Associados do Sindilojas POA tem opção de consultoria gratuita para retomada dos...

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Funcionamento das lojas após as enchentes é objeto de pesquisa do Sindilojas POA

    Veja mais
    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais