Impostos representam até 94% no preço de presentes para o Dia do Pais

A carga tributária nos presentes mais comuns comprados para o Dia dos Pais, comemorado no segundo domingo de agosto, pode representar até 94% do seu preço, segundo pesquisa da consultoria BDO. Entre os itens…

A carga tributária nos presentes mais comuns comprados para o Dia dos Pais, comemorado no segundo domingo de agosto, pode representar até 94% do seu preço, segundo pesquisa da consultoria BDO. Entre os itens analisados, o campeão da lista é o uísque (94,25%), seguido por caixa de charutos (64,25%) e garrafa de vinho (54,25%). Por outro lado, um aparelho de barbear custa apenas o equivalente a 57,75% do seu custo, já que os outros 42,25% são impostos. A carga tributária menor também aparece, por exemplo, na mala (37,25%), camisa social (27,25%) e tênis (27,25%).

O IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação) também fez uma pesquisa e aponta que o perfume importado é o que apresenta a maior carga tributária embutida no preço do produto, com 78,43% — o nacional conta com 69,13% de tributos.

A maioria dos principais presentes para o Dia dos Pais é de itens industrializados que têm incidência de Imposto sobre Produtos Industrializados.

E, no caso dos importados, do Imposto de Importação, explica o presidente-executivo do IBPT, João Eloi Olenike.

LISTA — Confira a lista de presentes comuns na data e sua carga tributária: água-de-colônia nacional (50,38%); almoço em restaurante (32,31%); aparelho MP3 ou iPod (49,45%); barbeador elétrico (48,11%); bolsa de couro (41,52%); flores (17,71%); cachecol (34,13%); calça jeans (38,53%); câmera fotográfica (44,75%); cartão de Dia dos Pais (37,48%); computador acima de 3 mil reais (33,62%); computador de até 3 mil reais (24,30%); gravata (35,48%); ingressos (40,85%); óculos de sol (44,18%); perfume importado (78,43%); perfume nacional (69,13%); serviço de TV por assinatura (46,12%); telefone celular (33,08%); televisor (44,94%).

IMPOSTOMETRO — Neste ano, o brasileiro já pagou cerca de 947,5 bilhões de reais em impostos, de acordo com dados registrados pelo impostômetro da ACSP (Associação Comercial de São Paulo). A marca dos 800 bilhões de reais foi atingida seis dias mais cedo neste ano do que em 2013, o que indica, para a ACSP, que o volume da carga tributária no País está acelerando.

RS — As baixas temperaturas podem ser um aliado do comércio no Rio Grande do Sul para potencializar as vendas no Dia dos Pais. A estimativa de crescimento nas vendas é de aproximadamente 3,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, conforme prevê a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado. Em relação à média nacional, o RS está mais otimista, já que, para o País, há estimativas que apontam um crescimento de 1%.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais