Impulsionadas pela Copa do Mundo, vendas pela internet crescem 40% em 2010

Segundo estimativa de consultoria, vendas devem apresentar expansão de 30% em 2011

As vendas de bens de consumo por meio da internet cresceram 40% em 2010, para R$ 14,8 bilhões, de acordo com relatório divulgado hoje pela empresa de monitoramento de comércio eletrônico E-bit. Segundo estimativa do relatório, as vendas devem apresentar expansão de 30% em 2011, para R$ 20 bilhões. Espera-se também que quatro milhões de pessoas façam sua primeira compra virtual nos seis primeiros meses deste ano. No ano passado, o desempenho do comércio eletrônico brasileiro foi impulsionado pela Copa do Mundo, que contribuiu para a venda de televisores de tela fina. Com isso, o valor médio das compras aumentou 11% ante 2009, para R$ 373. Do total das vendas do ano passado, as datas sazonais Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal responderam por cerca de R$ 4,5 bilhões. Somente o Natal foi responsável por R$ 2,2 bilhões, 40% acima do mesmo período de 2009. A consolidação de grupos de varejo também contribuiu para aumentar a confiança dos consumidores nas vendas pela internet, de acordo com o levantamento. O número de pedidos no ano passado ultrapassou 40 milhões, ante 30 milhões em 2009. Já o número de consumidores que fez pelo menos uma compra online chegou a 23 milhões em 2010, ante 17,6 milhões no ano anterior.

Categorias e consumidores

Segundo a sondagem, as categorias mais vendidas foram eletrodomésticos, com 14% de participação, livros, assinaturas de revistas e jornais (12%), saúde, beleza e medicamentos (12%), informática (11%), e eletrônicos (7%). A pesquisa apontou também que consumidores de baixa renda (famílias com renda declarada de até R$ 3 mil) respondem por 50% do mercado. Nessa faixa de renda, 31% dos usuários informaram não ter fechado compras nos últimos seis meses e 6% realizaram mais de dez compras nesse intervalo. Dados do E-bit sobre confiança dos consumidores no comércio eletrônico apontam aprovação de 86,62% no ano passado, acima do patamar de excelência de 85%.

Compras coletivas

Pesquisa realizada entre 10 e 14 de março apontou que 61% dos consumidores virtuais informaram conhecer o conceito de compras coletivas, em que sites oferecem ofertas de produtos ou serviços ativadas por um número mínimo de vendas de cupons. Dos que conhecem, 49% já fizeram alguma compra de oferta. Entre aqueles que já experimentaram esse formato, 82% têm a intenção de fazer compras novamente em sites de compras coletivas nos próximos três meses, 37% souberam do serviço por indicação de amigos e parentes, e 19% informaram ter recebido promoção por e-mail. Conforme o relatório, esse mercado “caminha para a consolidação”.

Veja também

    Cursos e eventosNoticias

    Sindilojas POA realiza mais um Feirão de Empregos

    Veja mais
    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais