Inadimplência à pessoa física deve ceder mais somente em 2010, diz Acrefi

A inadimplência da pessoa física só deve começar a ceder e cair de forma mais intensa no Brasil a partir do próximo ano, de acordo com o presidente da Acrefi (Associação Nacional das Instituições de…

A inadimplência da pessoa física só deve começar a ceder e cair de forma mais intensa no Brasil a partir do próximo ano, de acordo com o presidente da Acrefi (Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento), Adalberto Savioli.

“O que a gente acredita é que daqui para a frente tenha uma situação melhor da economia, do emprego e que a inadimplência deve melhorar somente no ano que vem”.

De acordo com ele, a inadimplência da pessoa física no Brasil saiu de um patamar de 7% em 2007 para algo em torno de 8,5% este ano, tendo como base os dados do Banco Central, que considera inadimplência o atraso acima de 90 dias.

Modalidades de empréstimo
No caso do financiamento de automóveis, a inadimplência saiu de um patamar de 3% em 2007 para 5,5% em 2008, um crescimento bastante expressivo. “Os bancos estão tomando mais cuidado na hora de liberar operações de crédito para veículos”.

Savioli explicou que a tendência é de queda em todas as modalidades de empréstimo, com exceção dos cartões.

“O cartão de crédito vem da inadimplência do indivíduo que usou o crédito rotativo, que é como se fosse o empréstimo pessoal. Ele vai rolar essa conta, então fica com nível de risco mais concentrado do que em uma operação de veículo, que você tem uma garantia, ou o consignado, que querendo ou não debita na conta ou no salário”, explicou.

Veja também

    NoticiasMarketing

    NRF 2024 vista por dentro

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Encerrada a etapa das 4 edições do Talks pré 11ª FBV

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais