Inadimplência em cheques tem menor nível para julho desde 2004

O percentual de cheques devolvidos no país em julho por falta de fundos recuou para 1,74%, informou levantamento da Serasa Experian divulgado nesta quarta-feira (18). Foi o menor índice para o mês desde julho…

O percentual de cheques devolvidos no país em julho por falta de fundos recuou para 1,74%, informou levantamento da Serasa Experian divulgado nesta quarta-feira (18). Foi o menor índice para o mês desde julho de 2004, de acordo com a entidade, quando foi devolvido 1,56% dos cheques.
Em julho de 2009, o percentual de cheques devolvidos era de 2,21%.
No acumulado de janeiro a julho, a parcela de cheques sem fundos foi de 1,86%, contra 2,29% no mesmo período de 2009.
De acordo com a Serasa, o consistente recuo nos cheques devolvidos por falta de fundos se deve à preferência do consumidor por dívidas com prazos mais longos que o pré-datado, e que ofereçam a possibilidade de negociar a prestação devida.
Na perspectiva de curto prazo, os cheques devolvidos por falta de fundos devem continuar apresentando ligeiros recuos. “Essa tendência pode ser alterada no último trimestre do ano, com a chegada do Dia das Crianças e do Natal, quando o consumidor acaba procurando diversas formas de parcelamento”, estima a Serasa.
De janeiro a julho, o Amapá foi o estado com o maior percentual de cheques devolvidos (11,25%). São Paulo, por sua vez, foi o estado de menor percentual (1,41%).

Veja também

    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo (FBV) é lançada oficialmente em Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 19/02 A 23/02

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Tendências mundiais que impactam o varejo local

    Veja mais