Índice de consumidores no varejo (ICV) apresenta alta no mês de abril. Região Sul é destaque de recuperação.

Apontamento do ICV 30 divulgado pela Virtual Gate registra primeiro crescimento de fluxo mensal em 2016, mas comparativo com ano anterior ainda apresenta queda.

O mês de Abril registrou a primeira alta de 2016 na comparação de fluxo médio diário mês contra mês anterior, com alta de 0,4% na comparação ao mês de março, em curva similar ao mesmo período de 2015. Já no comparativo com abril de 2015, o número apresenta uma redução de fluxo de 3,8%. O apontamento é do ICV 30 (Índice de Consumidores no Varejo), divulgado pela Virtual Gate, empresa especializada no monitoramento de fluxo de clientes em pontos-de-venda.

O estudo mostra que a curva de flutuação de 2016 permanece similar a registrada em 2015, o que demonstra possível alta de fluxo em maio, assim como o ocorrido em 2015.

Comparativo trimestral e recuperação da região Sul

Após o encerramento do primeiro trimestre de 2016 com queda de 5% em relação a 2015, o segundo trimestre inicia com 8,1% de redução;

No recorte regional, o ponto positivo fica para a equiparação de fluxo dos quatro primeiros meses de 2016 em comparação a 2015 na região sul do pais, sendo seguido pelo crescimento do fluxo na base norte, enquanto, centro oeste puxa a maior parte da queda do indicador com mais de 9% de retração. 

De acordo com Caio Camargo, diretor de Relações Institucionais da Virtual Gate, a sazonalidade pode ajudar positivamente no cenário. “Historicamente, o Dia das Mães registra um aumento de fluxo nas lojas, uma vez que é uma das principais datas do varejo, porém, dadas as circunstâncias do cenário econômico, é provável que a data ainda registre queda no comparativo com o ano passado”, destaca.

Na opinião de Heloísa Cranchi, diretora geral da Virtual Gate, é preciso continuar atento. “O mercado está atento aos próximos passos da economia, mas não devemos deixar de pensar e articular de maneira estratégica para pegar carona em um provável panorama que poderá ser mais promissor”, avalia. 

O ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) foi desenvolvido para medir o desempenho do fluxo de clientes/consumidores durante o mês que antecede sua divulgação. O cálculo foi realizado a partir da variação percentual do fluxo médio diário de cada mês das lojas comparáveis. Na base analisada constam mais de 1200 pontos de medições (lojas). A análise adota a Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE, na sua versão mais atual. 

Fonte: Falando de Varejo 

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais