Inflação de Porto Alegre fica abaixo da média nacional na segunda semana de janeiro

Período marcado pela alta das mensalidades escolares, a segunda semana de janeiro registrou variação de 0,28% no Índice de Preços ao Consumidor Semanal da cidade de Porto Alegre (IPC-S/Porto Alegre),…

Período marcado pela alta das mensalidades escolares, a segunda semana de janeiro registrou variação de 0,28% no Índice de Preços ao Consumidor Semanal da cidade de Porto Alegre (IPC-S/Porto Alegre), conforme apuração realizada pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (IBRE-FGV). De acordo com a pesquisa, o resultado foi 0,18% superior ao divulgado na primeira semana de janeiro, que foi de 0,10%, mas permanece bem abaixo da média nacional, que chega a 0,69%.

Enquanto os itens alimentação e habitação apresentaram variação negativa (-0,01% e -0,05%, respectivamente), o grande vilão da inflação do período foi a educação, que teve alta de 2,77%. “”O que mais pesou no índice foram os cursos superiores, que tiveram alta de 4,16%””, aponta Marcio Fernando Mendes da Silva, coordenador do escritório de Porto Alegre do IBRE-FGV. Além disso, todos os componentes do grupo apresentaram elevação de preços, como no ensino fundamental, com alta de 2,30%, ensino médio, com + 2,47%, pré-escola, com + 1,11%, e educação infantil, com + 4,34%.

O avanço do preço de materiais de limpeza também chama a atenção: de 0,51% na semana que se encerrou em 7/1, pulou para 0,70 até 15/1. “”Sabão em pó e sabão em barra tiveram uma alta representativa (2,10% e 2,57%, respectivamente)””, destaca o representante do Ibre. Da mesma forma, Saúde e Cuidados Pessoais apresentaram elevação de 0,29%, puxada principalmente pelos Planos de Saúde, que subiram 0,56%.

Mendes da Silva ressalta, porém, que a capital gaúcha, assim como a paulista (0,23%), foram as únicas cidades pesquisadas que registraram inflação bem abaixo da média nacional. “”Se os índices permanecerem abaixo da média, ótimo. Mas é possível que aconteça uma alta nas próximas semanas””, cogita. Salvador foi a capital de maior inflação na segunda semana de janeiro (1,25%), seguida por Rio de Janeiro (1,24%), Belo Horizonte (0,94%), Brasília (0,75%) e Recife (0,64%).

Serviço: IBRE-FGV de Porto Alegre: (51) 3337-3950

Veja também

    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre tem reunião com o prefeito Sebastião Melo

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA acompanha lançamento de agenda legislativa na Fecomércio RS

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    FBV 2024 – o próximo passo está aqui

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 06/04 a 12/04

    Veja mais