Iniciativa do Sindilojas discute segurança nas áreas comerciais

A falta de segurança no entorno de shoppings centers e em áreas de grande concentração comercial na capital gaúcha foi tema de uma reunião, nesta quinta-feira (02), na sede do Sindilojas Porto Alegre. A…

A falta de segurança no entorno de shoppings centers e em áreas de grande concentração comercial na capital gaúcha foi tema de uma reunião, nesta quinta-feira (02), na sede do Sindilojas Porto Alegre. A iniciativa do Sindicato foi motivada pela constante incidência de roubos, principalmente, nos horários de abertura e fechamento dos estabelecimentos e de deslocamento dos funcionários. O encontro reuniu o presidente da Entidade, Paulo Kruse, o presidente do Sindec Porto Alegre, Nilton Neco, o Comandante do Policiamento da Capital, o Ten. Cel. Mario Ikeda e os representantes das áreas de segurança dos shoppings da cidade.

Segundo o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse, motivar a classe lojista a se unir de maneira representativa foi o principal objetivo da reunião. “Temos que pedir e cobrar ações. Estamos cientes de que o problema não é só no entorno das áreas comerciais e que não é só de policiamento. Estamos falando de toda uma estrutura deficitária de segurança pública, tanto em nível municipal como estadual”, afirma.

A partir dos dados fornecidos no encontro, o Comandante do Policiamento da Capital, Ten. Cel. Mario Ikeda, anunciou que irá tomar providências para coibir os assaltos e estreitar a relação com os lojistas e shoppings para, prontamente, atender os problemas enfrentados. “Hoje identificamos os horários mais críticos de ocorrências. Vamos dar atenção a estes períodos de maior dificuldade, mas, além disso, precisamos do apoio de todos e do registro das ocorrências. Só com isso vamos seguir mapeando os locais e horários mais críticos para reforçar nossa atuação”, disse.

O presidente do Sindec Porto Alegre, Nilson Neco, está motivado com a união de esforços por mais segurança na Capital. “”Os comerciários, muitas vezes, se sentem sitiados nos próprios locais de trabalho, devido a insegurança. É importante e urgente que continuemos esse diálogo em busca de um caminho para avançar nesta questão. Com certeza este passo é fundamental e saber que o Comando da Brigada Militar está empenhado nesta causa nos motiva”, disse.

Lojas de rua também são impactadas por insegurança

Segundo um levantamento realizado pelo Sindilojas Porto Alegre, 55% das lojas da Capital já foram assaltadas. A média é de três ocorrências por estabelecimento entrevistado, sendo 81% dos casos registrados ao longo de 2014. No levantamento também foi identificado que 92% dos lojistas consultados têm casos de assalto a funcionários durante o deslocamento para o trabalho ou na volta para casa. Em média, dois profissionais por equipe já foram vítimas de roubo nesse trajeto. 75% dos casos mencionados aconteceram no ano passado.

De acordo com Kruse, os problemas enfrentados pelo comércio, vão além da falta de policiamento. “Falta estrutura de apoio às lojas de rua, ao varejo de bairro e do centro da Capital. Para reivindicar soluções definitivas precisamos da união de todos os lojistas de Porto Alegre. Precisamos de mais segurança, mais iluminação na rua, mais investimento para o desenvolvimento das áreas comerciais”, disse.

Levantamento do Comando de Policiamento da Capital

De acordo com dados do Comando de Policiamento da Capital, 42% das prisões efetuadas em 2013 e 2014 são de reincidentes. Entre os presos, só 56 somam 700 prisões – uma média de 12,5 prisões por criminoso. Por sua vez, 1.400 destes já foram 4 vezes presos pela Brigada Militar. 9,2% eram menores.

Em relação aos registros de assaltos a pedestres, as ruas do centro da Capital contam com uma média de 54 ocorrências por mês. Na Rua Voluntários da Pátria o número de incidências é de 58.

A partir desta primeira reunião, novos encontros serão programados entre o Sindilojas Porto Alegre, Sindec Porto Alegre, Comando do Policiamento da Capital, shoppings centeres e demais órgãos públicos responsáveis pela segurança pública em Porto Alegre e no Estado.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais