Jovens da geração Z são os que menos se preocupam em comprar com economia

SÃO PAULO – Os jovens integrantes da geração Z são os que menos se preocupam em comprar com economia. Apesar de 33% deles terem uma remuneração média de R$ 820 por mês, eles não se preocupam com o…

SÃO PAULO – Os jovens integrantes da geração Z são os que menos se preocupam em comprar com economia. Apesar de 33% deles terem uma remuneração média de R$ 820 por mês, eles não se preocupam com o próprio bolso. Tanto é que são os que mais compram sem fazer um planejamento e, consequentemente, tendem a se arrepender depois de ter comprado. Os dados fazem parte do estudo “São Paulo em foco: gerações X, Y e Z”, realizado pela Quest Inteligência de Mercado. “Nascida sob os auspícios da estabilidade econômica, em um país com inflação de um dígito e governo democrático, a chamada geração Z é um fenômeno que encanta e surpreende pela sua enorme capacidade de assimilar as transformações tecnológicas em curso neste mundo 2.0”, avalia o coordenador da pesquisa, Luis César Périssé.

Economia?

Para se ter uma ideia, na comparação com as gerações X e Y, a Z é a que menos se informa sobre produtos e serviços antes de adquiri-los. Também é a que menos procura ofertas e que pede descontos. Mesmo quando adquirem algum item de valor, não comparam os preços para encontrar o mais baixo. Por outro lado, a geração X é a que mais se preocupa em economizar quando realiza algum tipo de consumo. Já a geração Y se diferencia das demais por ser a que mais faz consultas à internet antes de comprar algum produto ou serviço.

Comportamento de consumo

A controversa geração Z é consumidora voraz de novidades que o mundo tecnológico tem a oferecer, mudando de atitude tão rápido quanto uma mensagem no Twitter. Com o mundo 2.0 no DNA, é difícil imaginá-los vivendo da mesma forma que as gerações anteriores – sem telefone móvel, internet, mp3, câmera digital ou TV a cabo. Não é a toa que eles são os que mais procuram comprar as novidades tecnológicas. Outra característica marcante dos integrantes da geração Z é que são os que mais compram produtos que os amigos têm, além de escolherem itens para se tornar diferente dos outros. Quer dizer, a opinião do grupo acaba interferindo em suas ações.

Sobre a pesquisa

A pesquisa revela um Raio X das diferenças e similaridades existentes entre as três gerações: X (32 a 51 anos), Y (20 a 31 anos) e Z (12 a 19 anos). Para essa amostra foram feitas entrevistas com 600 pessoas na capital paulista, com idade entre 14 – que já não precisam de permissão dos pais para responder a pesquisas – até 51 anos.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Vitrines que conversam

    Veja mais
    Noticias

    Obras do Centro: veja como será a programação entre 04/12 a 08/12

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Ato contra o aumento do ICMS conta com participação da Entidade

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Propaganda que gera conversão

    Veja mais