Juro do cartão e do cheque especial mantém patamar elevado

SÃO PAULO – O crédito do cartão e do cheque especial continua sendo os mais caros para o consumidor brasileiro. Isso acontece mesmo com o movimento de manutenção ou de queda do juro entre setembro e…

SÃO PAULO – O crédito do cartão e do cheque especial continua sendo os mais caros para o consumidor brasileiro. Isso acontece mesmo com o movimento de manutenção ou de queda do juro entre setembro e outubro deste ano para as modalidades. No caso do cartão de crédito, a taxa de juro se manteve em 10,69%, o maior patamar já identificado desde junho de 2000, segundo dados da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade). Em relação ao cheque especial, a taxa de juro registrou recuo de 0,03 ponto percentual, passando de 7,47% em setembro para 7,44% em outubro deste ano, a menor taxa desde maio de 2010.

Patamar elevado

O cenário tem propiciado a queda dos juros, mas mesmo assim essas modalidades se mantêm em um patamar elevado. Na média geral, a taxa de juro para pessoa física apresentou uma redução de 0,05 ponto percentual no mês de outubro, passando de 6,74% ao mês em setembro para 6,69% no mês passado, sendo esta a menor taxa da série histórica da Anefac, que começou a ser medida em 1995. Entre os fatores que levam à queda, estão o bom momento econômico do Brasil, a normalização do mercado externo, após o período de grande turbulência, a volta do crescimento econômico nas principais economias, a redução dos índices de inadimplência e a maior competição do sistema financeiro, segundo a Anefac.

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 02/03 A 08/03

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Sindilojas POA realiza mais um Feirão de Empregos

    Veja mais
    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais