Juro para pessoa física é o menor em um ano, mostra pesquisa

Taxa média recuou para 7,33% ao mês em abril, segundo a Anefac

A taxa média de juros cobrados no crédito à pessoa física recuou pelo terceiro mês seguido em abril, para 7,33% ao mês. Segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac), a taxa é a menor desde maio de 2008.

“Este fato pode ser atribuído tanto pela redução da taxa básica de juros (Selic) que foi reduzida novamente em abril/2009 bem como pela certeza que o mercado financeiro tem de que o Banco Central vai continuar reduzindo a Selic”, diz a entidade em nota.

De acordo com a pesquisa, as taxas de juros de todas as modalidades de crédito para a pessoa física tiveram queda na passagem de março para abril, exceto a do cartão de crédito, que ficou estável em 10,56% ao mês — maior patamar desde julho de 2000.

No cheque especial, a taxa foi reduzida de 7,75% ao mês para 7,66%, a menor desde dezembro de 2007. Para o crédito direto ao consumidor (CDC), a taxa passou de 2,92% para 2,88%, a menor da série histórica.

A taxa do empréstimo pessoal também teve recuo, de 5,46% para 5,39% ao mês. Nas financeiras, o juro passou de 11,36% para 11,24%.

Pessoa jurídica
Segundo a Anefac, as taxas de juros cobradas no crédito para pessoas jurídicas também recuou na passagem de março para abril. A taxa média ficou em 4,21% ao mês, ante 4,27% em março, a menor desde maio do ano passado.

Veja também

    Noticias

    Reconstruindo Juntos: comércio pulsante é o caminho para a recuperação

    Veja mais
    Noticias

    Co.nectar Hub prorroga inscrições para o programa de aceleração de startups

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Atualização da cartilha do Estado de Calamidade

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre lança apoio ao comércio gaúcho

    Veja mais