Levantamento indica que em tempos de tensão na economia o marketing está em alta

As empresas brasileiras não estão interrompendo a busca por investimentos, mesmo com os efeitos da crise nos mercados financeiros ainda dando sinais. Ao que tudo indica, as ações de marketing deverão…

As empresas brasileiras não estão interrompendo a busca por investimentos, mesmo com os efeitos da crise nos mercados financeiros ainda dando sinais. Ao que tudo indica, as ações de marketing deverão crescer no próximo ano em relação ao que foi realizado em 2008. Um levantamento realizado pelo Ibope Inteligência no mês de outubro mostrou que as empresas pretendem aumentar a parcela do orçamento destinada ao plano de marketing em aproximadamente 13%. O crescimento coincide com o que foi verificado entre 2007 e 2008.

Conforme os resultados da pesquisa, as companhias investiram 7,6% de seus orçamentos em marketing e para 2009 a projeção é de 8,6%. Para os entrevistados, as principais preocupações em relação a 2009 são relativas a desaceleração da economia nacional, carga tributária, recessão mundial e retração na economia americana.

Os entrevistados acreditam que o uso de algumas ferramentas de marketing será intensificado no próximo ano. Foram citadas a comunicação dirigida, tais como e-mail marketing e mala-direta (54% dos entrevistados), relacionamento/CRM-Customer Relationship Management (54%), eventos (50%), assessoria de imprensa e relações públicas (33%), comunicação de massa (31%), merchandising (18%) e promoções (16%).

Em relação aos meios de comunicação que serão mais procurados pelas companhias em 2009, destacam-se internet (56%), e-mail marketing (39%), mídia impressa (24%), mala-direta (23%), TV Aberta (16%), celular (13%) e rádio (10%).

Veja também

    PesquisaNoticias

    Sindilojas Porto Alegre realiza pesquisa com empresários da capital sobre o uso d...

    Veja mais
    Noticias

    Prefeitura de Poa dá descontos em juros e multas

    Veja mais
    Noticias

    Apoio do Governo Federal para pagamento de salários

    Veja mais
    Sindilojas na MídiaNoticias

    Artigo: O varejo gaúcho, e agora?

    Veja mais