Liquida Porto Alegre termina com mais de R$ 600 milhões em negócios

O Liquida Porto Alegre deste ano deve gerar um faturamento superior a R$ 600 milhões. Mesmo com esse número expressivo, não deve ser alcançada a projeção inicial que era de um crescimento de vendas de 6,5%…

O Liquida Porto Alegre deste ano deve gerar um faturamento superior a R$ 600 milhões. Mesmo com esse número expressivo, não deve ser alcançada a projeção inicial que era de um crescimento de vendas de 6,5% sobre o evento do ano passado. “Isso porque fevereiro teve poucos dias úteis, o feriadão de Carnaval e uma certa insegurança com a situação da economia”, explica o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Porto Alegre, Vilson Noer. A liquidação deste ano durou de 9 de fevereiro até ontem. Cerca de 9 mil estabelecimentos participaram da campanha e ofereceram descontos entre 5% e 70% e facilidades de pagamento.
Além do Liquida, a Capital gaúcha contou de quinta-feira até ontem com a promoção Loucura Total promovida pelo Shopping Total. A gerente de marketing do Shopping Total, Karine Diniz, afirma que o Loucura deste ano superou as expectativas. Estima-se que mais de 250 mil pessoas tenham visitado o shopping. Karine também comemora o fato que, segundo os lojistas, o volume de vendas foi semelhante ao verificado no período de Natal. “Os corredores estavam lotados, não vimos a crise econômica por aqui”, destaca a gerente de marketing. Dessa vez, o Loucura Total coincidiu com o final do Liquida Porto Alegre. Karine acredita que essa combinação de promoções deu um fôlego a mais na comercialização de produtos. Soma-se a isso o fato de que o final das promoções caiu no dia Internacional das Mulheres. O Loucura Total disponibilizou descontos de 30% a 80% em mais de 80 mil itens e em mais de 500 lojas do shopping. A demanda por produtos foi diversificada, abrangendo segmentos como o de calçados, confecção, serviços, entre outros. A proprietária da loja Crash, Fátima Gallego, diz que as vendas de jeans foram boas com o Liquida Porto Alegre e melhoraram com o Loucura. Já o proprietário da Maria da Praia e da Thithãs, Antonio Carlos Souza Gomes, calcula um incremento de 10% nas vendas feitas durante esse Loucura em comparação ao evento do ano passado. Também foi realizado na área do shopping o primeiro “Volta às Aulas Total”, uma feira que concentrou vários fornecedores de material escolar. Nessa feira, a receita de vendas foi superior a R$ 500 mil.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas POA participa da aula inaugural de curso com foco em comércio

    Veja mais
    Noticias

    RedeSin: uma rede de vantagens para todos

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticiasVendas

    Café com Lojistas reúne grande público e debate vendas em momentos de crise

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Na comparação com o Dia dos Namorados de 2023, 17% dos lojistas dizem ter vendid...

    Veja mais