Lojas da Capital já apresentam 25% de queda em vendas desde o início da greve

Levantamento realizado pelo Sindilojas Porto Alegre nesta manhã com lojistas de diversas regiões da Capital aponta prejuízo em vendas, baixo fluxo de clientes e dificuldades para os funcionários chegarem ao…

Levantamento realizado pelo Sindilojas Porto Alegre nesta manhã com lojistas de diversas regiões da Capital aponta prejuízo em vendas, baixo fluxo de clientes e dificuldades para os funcionários chegarem ao trabalho.

A média de redução nas vendas já chega a 25% e deve cair mais no final do dia de hoje. O impacto no resultado do mês pode chegar a 50%. De acordo com os lojistas consultados, há funcionários que não conseguiram chegar às lojas e há aqueles que utilizaram táxi, dividindo a despesa com colegas.

Na região da Avenida da Azenha, há estabelecimentos fechados em razão da falta de empregados. “A greve prejudica as pessoas que mais precisam. E não somente pelo deslocamento, mas também porque trabalhadores comissionados terão redução de salário”, considera Ronaldo Sielichow, presidente do Sindilojas Porto Alegre.

Para Sielichow, a ação de retirar todos os ônibus das ruas torna a greve inconstitucional e afeta negativamente toda a economia da cidade. “Não é só o comércio que perde, mas sim a população e os trabalhadores. Não podemos ficar dependentes de uma categoria para que a cidade funcione. Repudiamos este movimento que tira o direito de ir e vir do cidadão e solicitamos que as autoridades sejam ágeis e eficientes na resolução desta questão”, afirma.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas POA participa da aula inaugural de curso com foco em comércio

    Veja mais
    Noticias

    RedeSin: uma rede de vantagens para todos

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticiasVendas

    Café com Lojistas reúne grande público e debate vendas em momentos de crise

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Na comparação com o Dia dos Namorados de 2023, 17% dos lojistas dizem ter vendid...

    Veja mais