Lojistas oferecem cursos a trabalhadores para sanar carência

A carência de profissionais qualificados no varejo tem levado entidades representativas do comércio a buscar uma forma de reverter este cenário a médio prazo. Preocupados com a dificuldade de preencher as…

A carência de profissionais qualificados no varejo tem levado entidades representativas do comércio a buscar uma forma de reverter este cenário a médio prazo. Preocupados com a dificuldade de preencher as vagas disponíveis no mercado com profissionais qualificados, empresários do ramo estão capacitando jovens estreantes e trabalhadores interessados em sair da informalidade. A meta é preparar principalmente vendedores, mas gerentes e gestores de negócios também estão incluídos nos projetos voltados à capacitação de mão de obra, que devem se acirrar no segundo semestre deste ano.

“Emprego, no comércio, tem de sobra, o que falta é mão de obra”, afirma o vice-presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse. “Este é um problema que não é só do varejo”, acrescenta, ressaltando que a entidade lançou, neste mês, o projeto Geração Varejo, cuja meta é capacitar cerca de 700 profissionais até novembro deste ano. “Para isso, contratamos uma equipe de professores especializados, e uma psicóloga, para avaliar os participantes”, informa o dirigente. O projeto oferece cursos gratuitos de capacitação de vendedores e gestores de negócios e promove treinamento de gerentes, por preços que, segundo Kruse, equivalem a 30% do valor de mercado. As aulas ocorrem na sede do Sindilojas. Os interessados devem se cadastrar através do site da entidade e passar por uma entrevista com a psicóloga do projeto, que analisa o perfil dos inscritos e os encaminha para a capacitação. “A partir de junho, os candidatos que concluírem os cursos terão seus currículos disponibilizados para consulta dos lojistas associados ao sindicato, passando a concorrer a vagas de emprego, conforme a necessidade das empresas”, explica o vice-presidente do Sindilojas da Capital.

Ele destaca que antes de lançar o Geração Varejo, a entidade já promovia cursos de capacitação. Agora, a ideia é acirrar esta iniciativa, mantendo o projeto de forma permanente. A cada semana, deverá se formar uma turma de 25 pessoas interessadas em gestão de negócios e 25 vendedores. Os cursos para gerentes devem capacitar 90 pessoas por turma. A idade inicial é de 18 anos. “Iremos dar preferência para pessoas com segundo grau completo”, adianta Kruse. Com o objetivo de estimular a capacitação para quem quer trabalhar no comércio e ainda não tem a qualificação adequada, ou contemplar profissionais que já trabalham no segmento, mas querem melhorar sua colocação, o Senac RS oferece palestras e oficinas que destacam as opções no mundo do trabalho e o perfil do profissional que o mercado deseja hoje. Na opinião do diretor regional da entidade, José Paulo da Rosa, é preciso oferecer educação profissional, a curto prazo, mas é preciso também estar ciente da necessidade de priorizar o ensino formal. “A análise que a sociedade precisa fazer é sobre a qualidade da nossa educação, temos no País uma educação formal de baixa qualidade – pouquíssimos dos que ingressam no Ensino Fundamental se formam, e destes, uma parcela ainda menor busca capacitação”, avalia Rosa.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais