Luciana Genro, candidata à Prefeitura de Porto Alegre, se reúne com entidades do varejo da Capital para debater suas propostas para o governo municipal

Diálogo e governança participativa foram as palavras de ordem do encontro com o Sindilojas Porto Alegre, CDL POA, SHPOA e Sindha 

Na manhã desta segunda-feira, dia 25, o Sindilojas Porto Alegre, CDL POA, SHPOA e Sindha promoveram a terceira rodada de debates com os candidatos à Prefeitura Municipal de Porto Alegre. No encontro, a candidata Luciana Genro (PSOL/RS) recebeu o caderno com propostas das entidades e apresentou a linha de governança que pretende seguir, caso seja eleita. "Minha proposta é fazer uma cidade para todos, quero governar a partir do diálogo e meus projetos serão da sociedade e não de partidos. Todas as secretarias serão administradas pelo método da boa governança", garantiu Luciana Genro.

Paulo Kruse, presidente do Sindilojas Porto Alegre, iniciou o encontro dizendo que o objetivo das entidades em promover os Cafés com Candidatos é encontrar um denominador comum, construindo uma cidade mais justa e igualitária em Porto Alegre. "Queremos uma sociedade de diálogo e uma cidade melhor para todos. Precisamos trabalhar em conjunto, iniciativa privada e órgãos públicos, visando o progresso da Capital. Para isso, queremos trabalhar pensando no desenvolvimento da nossa cidade, com espaço para ouvir as necessidades de toda a sociedade e buscar o melhor para todos", disse.

Além disso, as entidades aqui reunidas gostariam de participar da escolha de secretários, como o da Indústria e Comércio e de Turismo", salientou o presidente da CDL POA, Alcides Debus."A CDL POA tem tido ótimas parcerias com a prefeitura da Capital, como o Liquida e o Brilha Porto Alegre. Mas também temos demandas, que dependerão de estratégia de gestão para a resolução destes problemas. Entre eles, a concorrência desleal dos camelôs, a falta de segurança no Centro e o baixo fluxo durante o verão. Também poderíamos explorar o turismo com a construção de um Centro de Eventos, por exemplo", salientou.

Segundo o presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha), Henry Starosta Chmelnitsky, a capital gaúcha precisa de um processo de revitalização e as entidades do varejo querem estar ao lado da Prefeitura para contribuir com isso. "É porque acreditamos que vozes diferentes podem trabalhar em conjunto, que há dois anos desenvolvemos ações em parceria, com o intuito de colaborar com o progresso da cidade. Acreditamos que unidos nossas demandas se tornam mais fortes e é com esse pensamento que queremos participar da próxima administração municipal", afirmou.
 
Além disso, Chmelnitsky questionou sobre como a candidata pretende governar tendo minoria na Câmara de Vereadores. De acordo com a candidata, a Câmara Municipal de Vereadores é importante, mas ao mesmo tempo tem muitas ações que não passam pela Casa Legislativa. Por isso, "a Prefeitura não está de mãos atadas. Ao mesmo tempo, sabendo que a Câmara é sensível às pressões externas, a sociedade pode se mobilizar para passar projetos importantes lá", disse Luciana Genro.

Carlos Henrique Schmidt, presidente do Sindicato dos Hotéis de Porto Alegre (SHPOA), disse que uma cidade só vai ser boa para o turismo se for boa para o seu cidadão. "Nos questionamos se Porto Alegre é boa para o portoalegrense. E ser boa para o seu cidadão é ter pequenas atitudes, como pensar o transporte público para o trabalhador que sai tarde do seu trabalho, como no caso do setor da alimentação e hospedagem. Essa é uma demanda importante e que nos impacta", finalizou.

Veja também

    NoticiasMarketing

    NRF 2024 vista por dentro

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Encerrada a etapa das 4 edições do Talks pré 11ª FBV

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais