Maior poder aquisitivo e dólar em baixa refinam ceia natalina

Em um ano marcado pelo aumento de renda da população e desvalorização do dólar frente ao real, a ceia de Natal dos gaúchos será mais farta. Além dos tradicionais peru, panetone e espumante, a mesa…

Em um ano marcado pelo aumento de renda da população e desvalorização do dólar frente ao real, a ceia de Natal dos gaúchos será mais farta. Além dos tradicionais peru, panetone e espumante, a mesa natalina poderá ser decorada com produtos importados – como nozes finas, castanhas portuguesas e frutas cristalizadas.

Especiarias características da data, trazidas de diversos países e cotadas em dólar, chegaram a ser substituídas em 2009 por ingredientes mais baratos. Ao longo do ano, esses produtos chegaram a aumentar mais de 20% na origem – em razão da alta da demanda mundial e da quebra de safra em algumas regiões. Com a baixa da moeda americana no câmbio, o valor médio de itens como passas de ameixa, tâmaras e alcaparras tiveram redução de 5% no mercado brasileiro. — Quem deixou de comprar especiarias no ano passado para economizar poderá aproveitar agora — afirma Zildo De Marchi, diretor-presidente da importadora Uniagro.

Quanto aos itens produzidos no país, os preços seguiram a inflação, com algumas exceções. É o caso do chester e do camarão, que na Capital caíram 2,78% e 7,77%, respectivamente, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais