Maioria dos consumidores está gastando além do que ganha

SÃO PAULO – Apesar da alta de preços, os consumidores não deixaram de comprar e estão gastando além do que ganham. Estudo da Kantar Worldpanel mostra que a maioria dos brasileiros de todos os estratos de…

SÃO PAULO – Apesar da alta de preços, os consumidores não deixaram de comprar e estão gastando além do que ganham. Estudo da Kantar Worldpanel mostra que a maioria dos brasileiros de todos os estratos de renda, principalmente os das classes D e E, gastou mais neste trimestre do que ganhou.

Considerando as classes D e E, 55% dos consumidores gastam além da renda. Esses gastos ultrapassam 6% da renda que ganham no final do mês. Entre os que pertencem à classe C, 52% ultrapassam em 2% sua renda. Já nas classes A e B, 52% estão gastando além do que ganham, mas, na média, o saldo no final do mês consegue ficar positivo em 2%.

No geral, para a diretora Comercial da Kantar, Christine Pereira, esse cenário aponta para um maior endividamento da população, principalmente a de baixa renda. “No caso das classes mais baixas, o que vemos é um maior consumo de alimentos e serviços”, afirma.

Ela reforça que o momento é de atenção, uma vez que o aumento de consumo para além da renda em um cenário de inflação pode diminuir a capacidade de pagamento dos consumidores de baixa renda e elevar os níveis de inadimplência.

Impulso

Um dos fatores que explicam o aumento do consumo para além da renda é a compra por impulso. A pesquisa mostra que 25% dos consumidores afirmam que compram por impulso. Em 2008, esse número era de 20%.

Enquanto aumenta o número de impulsivos, cai o número daqueles consumidores que fazem pesquisa de preço, de 20% para 19% entre 2008 e 2011.

Para Christine, esse aumento da compra por impulso é parte do comportamento dos brasileiros. “Essa compra por impulso é uma tendência desde a estabilidade econômica”, afirma. “O consumidor está ávido por consumir e experimentar novos produtos”, diz.

Hoje, explica a especialista, o aumento da renda estimulou os consumidores a serem mais “experimentadores” e, agora, eles passam a comprar produtos novos somente pelos benefícios que eles trazem. “Ele está preocupado mais com isso”.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre tem reunião com o prefeito Sebastião Melo

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA acompanha lançamento de agenda legislativa na Fecomércio RS

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    FBV 2024 – o próximo passo está aqui

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 06/04 a 12/04

    Veja mais