Maioria dos consumidores evita adquirir produtos de empresas que não gostam

SÃO PAULO – Mais de dois terços dos consumidores evitam adquirir produtos ou serviços de empresas das quais não gostem e, ainda, garantem que conferem os rótulos para saber qual é a empresa que está por…

SÃO PAULO – Mais de dois terços dos consumidores evitam adquirir produtos ou serviços de empresas das quais não gostem e, ainda, garantem que conferem os rótulos para saber qual é a empresa que está por trás da marca. Foi o que constatou a pesquisa global da Weber Shandwick, deixando claro que a reputação da empresa é essencial na hora da compra. Isso mostra que os consumidores estão se preocupando mais com as coisas que compram, e sentem que as marcas são garantia de qualidade para os produtos. Os entrevistados afirmam que a reputação das empresas é o que vai definir o sentimento que terão em relação aos produtos que elas oferecem. Uma empresa com boa reputação, por exemplo, garante que os produtos terão boa qualidade, ingredientes de origem certa e fabricação responsável.

Surpresa

A reputação das empresas interfere de forma intensa na hora das compras. A pesquisa revelou que mais da metade dos consumidores (54%) dizem que se surpreendem quando descobrem que um serviço ou produto que gostam é feito por uma empresa que não aprovam. Quando questionados sobre como reagiriam se estivessem em uma situação assim, 40% dos consumidores afirmaram que provavelmente deixariam de comprar o produto, enquanto 30% afirmaram que usariam a internet para encontrar mais informações a respeito da empresa e dos demais produtos que ela fabrica. “Surpresas desagradáveis sobre o produto não costumam ajudar a empresa: dois terços dos consumidores possivelmente vão deixar de comprá-lo”, revela a pesquisa. Outra constatação foi sobre o que os consumidores falam sobre as empresas, mostrando ainda que as discussões negativas sobre determinado produto repercutem mais do que as positivas. Ao questionar os entrevistados sobre o que discutem, os produtos encabeçaram as respostas. Quase sete em cada dez consumidores (69%), afirmam discutir frequentemente ou regularmente sobre os produtos que compram. A lista dos cinco temas mais frequentes também inclui o atendimento aos consumidores, como os funcionários são tratados, escândalos ou erros da empresa fabricante e a visão geral sobre a empresa. Os consumidores normalmente falam mais sobre os escândalos do que a qualidade corporativa, preocupação ambiental e serviços à comunidade.

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais