Mantega anuncia IPI maior para móveis e artigos da linha branca

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou, nesta quinta-feira a redução do desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em alguns produtos, em julho. As alíquotas sobre artigos da linha…

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou, nesta quinta-feira a redução do desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em alguns produtos, em julho. As alíquotas sobre artigos da linha branca, móveis, painéis, laminados e luminárias haviam sido reduzidas como forma de estimular o consumo e alavancar o crescimento da economia.

Apesar de as alíquotas do IPI subirem em julho, elas ainda ficarão abaixo das alíquotas consideradas normais. O imposto sobre fogões, por exemplo, irá subir para 3%, um ponto percentual abaixo da incidência regular. Tanquinho (4,5%) e refrigerador e congelador (8,5%) também tiveram as alíquotas aumentadas. As máquinas de lavar roupa, entretanto, continuarão com 10%.

No caso dos móveis, todos os artigos tiveram as alíquotas elevadas. Contudo, assim como no caso dos produtos de linha branca, nenhum teve o IPI elevado para o patamar original.

Em dezembro, o ministro informou que o governo deixaria de arrecadar R$ 3,263 bilhões com a prorrogação do IPI reduzido. Do total, R$ 2,063 bilhões se referem à desoneração dos automóveis, R$ 650 milhões aos móveis e painéis e R$ 550 milhões aos produtos da linha branca.

Como ficam as alíquotas do IPI a partir de julho:

Fogão: 3%
Tanquinho: 4,5%
Refrigerador: 8,5%
Lavaroupa: 10%
Móveis: 3%
Painel: 3%
Laminado: 3%
Luminária: 10%
Papel de parede: 15%

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais