Modelo “try and buy” garante vantagens ao consumidor

SÃO PAULO – Depois de se expandir lá fora, o modelo “try and buy” (“testar e comprar”, para a tradução ao português) tem garantido vantagens aos consumidores brasileiros. Nele, cadastram-se…

SÃO PAULO – Depois de se expandir lá fora, o modelo “try and buy” (“testar e comprar”, para a tradução ao português) tem garantido vantagens aos consumidores brasileiros. Nele, cadastram-se pessoas para que testem produtos de diversas empresas, as quais querem fazer pesquisa de mercado. A novidade é que essas pessoas não precisam pagar para ter acesso aos produtos. O único requisito é que se dê um retorno em relação ao produto.

De acordo com a líder de Marketing da Acesso Digital, Gabrielle Teco, a tendência chegou ao Brasil no primeiro semestre deste ano, com o lançamento de uma loja de amostra grátis, que oferece o test drive de vários produtos. Mas Gabrielle faz uma ressalva: o funcionamento do modelo “try and buy” é diferente do de uma amostra grátis. “Não é uma amostra grátis, que a pessoa leva para a casa, testa e não dá retorno. A empresa espera algo em troca, que o consumidor tenha a experiência e dê um feedback”, ressaltou. “Até mesmo o produto disponível não é feito como o da amostra grátis. Ele é exposto da maneira como vai ser comercializado”.

Vantagens

Esta é uma forma mais barata de a empresa fazer pesquisas de mercado, seja com produtos novos, que devem ser lançados, seja com aqueles que já estão disponíveis para consumo. “No caso de produtos que já estão no mercado, se faz porque eles precisam ser divulgados ou precisam de ajustes, na fórmula ou na embalagem”, exemplificou Gabrielle.

A vantagem para a empresa é ter um feedback sincero, direto e espontâneo, já que ela não desloca o cliente de seu ambiente, porque o produto pode ser levado para a casa, com exceção dos mais caros e aqueles maiores, que são testados na loja de amostra grátis.

De acordo com Gabrielle, normalmente os produtos mais testados são alimentícios e de higiene pessoal, apesar de existir todo o tipo de produto para experimentação. Isso porque, segundo ela disse, é mais fácil dar opinião sobre esses itens. “Os consumidores que procuram são os mais antenados, que gostam de novidades e de serem os primeiros a experimentarem os produtos. Para o consumidor cadastrado, vai ter sempre novidade para experimentar”. As vantagens para eles, além de saírem à frente sobre as novidades do mercado, é poder no futuro levar para a casa algo que já conhecem.

Veja também

    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo (FBV) é lançada oficialmente em Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 19/02 A 23/02

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Tendências mundiais que impactam o varejo local

    Veja mais