Movimento de consumidores em lojas do país cresceu 6%

Dados mostram alta na atividade do comércio em janeiro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Entenda

O movimento dos consumidores nas lojas do Brasil apresentou alta de 6% em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian.

O crescimento da renda real dos consumidores e a oferta maior de crédito a juros mais baixos têm ajudado a aumentar o apetite de compra dos consumidores, segundo os economistas da Serasa. Comparando esse apetite com janeiro do ano passado, o crescimento foi ainda maior.

Em relação a dezembro, os dados mostram estabilidade, com leve alta de 0,1%.

Segmentos

Considerando os segmentos analisados, o de Móveis, eletroeletrônicos e informática foi o que mais cresceu no mês, em relação ao mesmo mês do ano passado: a alta foi de 6,8%.

Durante a crise, o segmento foi um dos que mais sofreram com a queda nas vendas, por conta do cenário de crédito mais escasso a juros muito elevados que, aliada a menor confiança dos consumidores, fez com que o consumo de itens mais caros fosse deixado de lado.

Assim que a economia deu sinais de retomada, os consumidores se sentem mais confortáveis em voltar a comprar eletros.

O mesmo ocorre com o segmento de veículos, motos e peças. Um dos primeiros a sentir os sinais da crise, o segmento amargou quedas de duplo dígito de vendas.

Em janeiro deste ano, o indicador da Serasa mostrou alta de 3,7% no movimento das lojas desse segmento.

O segmento de Supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas cresceu 3.5%.

Por outro lado, há setores que não conseguiram ver o movimento de consumidores crescer. É o caso do segmento de combustíveis e lubrificantes, que viu queda de 7,8%.

Fonte: Portal NoVarejo

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais