Natal deve injetar R$ 391 milhões no comércio da Capital

Pesquisa do Sindilojas Porto Alegre e CDL Porto Alegre revela crescimento moderado em relação ao Natal de 2012. Tíquete médio é de R$ 87,67.

É chegada a data mais aguardada para o varejo, o Natal….

Pesquisa do Sindilojas Porto Alegre e CDL Porto Alegre revela crescimento moderado em relação ao Natal de 2012. Tíquete médio é de R$ 87,67.

É chegada a data mais aguardada para o varejo, o Natal. Enquanto preparam suas vitrines para receber os consumidores, lojistas e funcionários do comércio já festejam a projeção de incremento de vendas na ordem dos R$ 391 milhões. A cifra é levemente maior, cerca de 9%, que o registrado no ano passado, revelou pesquisa do Sindilojas Porto Alegre e CDL Porto Alegre

O estudo, que ouviu 400 pessoas na Capital, mostrou que 91,7% da população pretende comprar presentes de Natal. O índice aumenta quando é feita a segmentação por sexo: 95% das mulheres pretendem comprar presentes, enquanto 87% dos homens devem fazer compras de Natal. Este dado, provavelmente, pode ser explicado pelo fato de que as mulheres, em muitos casos, realizam compras de presentes em nome da família ou casal. Em média, cada pessoa deve comprar seis presentes e gastar em torno de R$ 526, ou R$ 87,67 por item.

Para Ronaldo Sielichow, presidente do Sindilojas Porto Alegre, a data mais importante para o varejo deve trazer bons resultados, mesmo diante das adversidades econômicas. “Apesar de este ano ter sido marcado por oscilações na economia e alta do dólar, a pesquisa nos mostra, mais uma vez, que o consumidor não quer deixar a família e os amigos sem presentes. Isso é positivo não só para o comércio, como também para os demais segmentos que se beneficiam com esta movimentação”, afirma.

Os resultados são motivadores, de acordo com o presidente da CDL Porto Alegre, Gustavo Schifino: “Vivemos um ano de instabilidades e, nada melhor do que a perspectiva de um Natal movimentado e com muitas vendas, para fechar 2013. Tenho certeza de que o comércio da Capital está preparado para oferecer produtos diversificados e de qualidade”, afirmou.

Além de revelar os números do Natal, a pesquisa também mostrou como devem se comportar os consumidores neste final de ano. Pelo menos 33,8% dos entrevistados devem investir o 13º salário nas compras natalinas. A maioria deles, 44,4%, pretende deixar as compras para a primeira quinzena de dezembro, enquanto 27%, dos entrevistados revelaram que devem fazer as compras a partir da última semana até a véspera do Natal. Entre os itens mais procurados, estão roupas, com 68,9% das intenções de compra, e brinquedos, com 47,1%. Os itens são seguidos de eletrônicos (19,9%), calçados (19,4%) e perfumaria (17,2%). Outro dado que chama atenção é que 21,3% dos consumidores afirmou utilizar a internet para pesquisar os produtos a serem comprados.

A pesquisa de intenção de compras para o Natal 2013 foi encomendada pelo Sindilojas Porto Alegre e CDL Porto Alegre à Rohde e Carvalho – Diagnóstico e Pesquisa. Foram ouvidas 400 pessoas entre os dias 14 e 18 de outubro, na Capital.

Veja apresentação completa da pesquisa abaixo:

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais