Novas regras autorizam uso de provadores no comércio de rua do Rio Grande do Sul

Portaria publicada pelo governo estadual permite prova de calçados e roupas que não entrem em contato com o rosto dos clientes, como camisetas e blusas. 

O Governo do Estado do Rio Grande do Sul publicou nova portaria para atualizar as regras de funcionamento do comércio de rua durante a prevenção do coronavírus. Entre as regulamentações, passa a ser permitido que os clientes provem calçados e roupas desde que não entrem em contato com o rosto. Camisetas e blusas, por exemplo, ainda não podem ser provadas.

A 2ª edição da portaria nº 376/2020 traz, ainda, os protocolos que devem ser seguidos para o funcionamento dos provadores, que são: 
– higienizar os provadores com álcool 70% ou outro desinfetante indicado para este fim após cada uso e, caso dotado de cortina, realizar a higienização com vapor e aguardar secagem para novo uso;

– realizar o controle de acesso aos provadores, a fim de evitar aglomerações e assegurar o distanciamento mínimo entre as pessoas e o tempo necessário à higienização;

– disponibilizar álcool-gel 70% ou preparações antissépticas ou sanitizantes de efeito similar para higienização das mãos ao ingressar e sair dos provadores;
– orientar os clientes a permanecer com a máscara durante a prova de roupas e acessórios;

– higienizar as roupas após a prova ou a devolução pelo cliente, nos casos de retirada do estabelecimento para provar em casa, através de meio eficaz, como a utilização de passadeira a vapor, dispositivo de higienização ultravioleta ou assegurar período mínimo de aeração de 48 a 72 horas;

– colocar cartazes nos provadores orientando acerca da necessidade de permanência do uso da máscara, higienização das mãos e distanciamento entre as pessoas.

– orientar os clientes a higienizar as mãos antes e depois da prova de calçados e, após, mantê-los em local arejado, sem devolver imediatamente à caixa. 

Vale ressaltar que a liberação acontece apenas para as lojas de rua, ainda não sendo permitida em decreto a prova de roupas e calçados nas lojas de shopping centers. Em caso de dúvidas, os lojistas da Capital podem entrar em contato com o Sindilojas Porto Alegre para orientações sobre assessoria jurídica. 

Clique aqui para ler a Portaria na íntegra

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais