Número de famílias gaúchas endividadas recua em janeiro, revela pesquisa da Fecomércio-RS

O número de famílias endividadas em janeiro deste ano em comparação com o mesmo mês do ano passado registrou queda. Conforme a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor Gaúcho – Peic-RS,…

O número de famílias endividadas em janeiro deste ano em comparação com o mesmo mês do ano passado registrou queda. Conforme a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor Gaúcho – Peic-RS, divulgada pela Fecomércio-RS, das 600 famílias ouvidas pelo levantamento, 54,4% afirmaram estar endividadas, contra 63,9% que informaram estar na mesma situação em janeiro de 2013. A média de endividamento das famílias gaúchas em 12 meses passou de 60,1% em dezembro de 2013 para 59,3% em janeiro de 2014. A Peic está sendo divulgada nesta terça-feira (28).

Segundo o presidente da Fecomércio-RS, Zildo De Marchi, os resultados da primeira Peic-RS do ano se mostram coerentes com a atual conjuntura de crescimento mais moderado do consumo e do crédito verificado nos últimos meses, influenciado pelos efeitos da inflação sobre a renda real das famílias, elevação da taxa de juros e maior seletividade dos bancos na concessão de crédito.

A parcela da renda familiar comprometida com dívidas apresenta o menor nível da série iniciada em 2010. Em janeiro de 2014, houve redução para 19,2%. Com isso, a média em 12 meses do indicador passou de 25,3% em dezembro de 2013 para 25% em janeiro de 2014. Com a nova queda, a pesquisa consolida uma clara redução do comprometimento da renda familiar com dívidas na média em doze meses, mesmo que o nível ainda esteja em um patamar relativamente elevado. O cartão de crédito (90,2%) continua liderando, de forma isolada, todos os tipos de dívidas assumidas pelas famílias gaúchas, seguido pelos carnês (12,8%) e pelo cheque especial (6,3%).

Também o percentual de famílias com contas em atraso apresentou redução em janeiro deste ano (13,8%) na comparação com janeiro de 2013 (27,7%). A pesquisa ainda constatou um recuo no percentual de famílias que não terão condições de pagar suas dívidas em atraso em 30 dias. Em janeiro do ano passado, esse índice foi de 5,9%, contra 3,9% em janeiro de 2014.

Para Zildo De Marchi, os resultados Peic-RS de janeiro confirmam um cenário relativamente saudável do endividamento. “Iniciamos o ano com indicadores que mostram a redução do endividamento, situação influenciada pela manutenção do bom desempenho do mercado de trabalho na Região Metropolitana de Porto Alegre”, considerou De Marchi.

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 02/03 A 08/03

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Sindilojas POA realiza mais um Feirão de Empregos

    Veja mais
    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais