O legado de Sabbadini

O homem que redesenhou o Sistema Fecomércio do Rio Grande do Sul. É assim que o presidente da entidade, Flávio Sabbadini, 61 anos, que morreu na noite de sexta-feira, é lembrado por representantes dos mais…

O homem que redesenhou o Sistema Fecomércio do Rio Grande do Sul. É assim que o presidente da entidade, Flávio Sabbadini, 61 anos, que morreu na noite de sexta-feira, é lembrado por representantes dos mais diferentes setores do Estado. O enterro estava previsto para as 18h deste sábado, no cemitério Jardim da Paz, em Porto Alegre. – Sabbadini deu uma configuração diferente ao Sistema Fecomércio. Trouxe um modelo que é seguido em todo o Brasil. E granjeou amigos em todas as áreas – afirmou o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), Carlos Sperotto.

Sabbadini lutava havia cerca de um ano contra um câncer. Desde segunda-feira passada, estava internado no Hospital Santa Rita, na Capital. O terceiro mandato à frente da Fecomércio – que reúne Sesc e Senac – terminaria em julho. Atualmente, o dirigente também era vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC). Fazia parte ainda da Agenda 2020 e do conselho de administração da Pólo RS.

Nascido em Santa Maria, aos 16 anos se mudou para Porto Alegre. Completou o Ensino Médio no Colégio Estadual Protásio Alves. Foi durante esse período que realizou um estágio em um escritório de contabilidade, onde desenvolveu o interesse pela área. Mais tarde, acabaria prestando consultoria contábil. Sabbadini se formou em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Há mais de 30 anos, adotou Gravataí como lar. Na cidade, mantinha suas atividades empresariais. Entre 2005 e 2006, presidiu o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RS), do qual integrava o conselho de administração. Em 2004, já presidente da Fecomércio, participou da campanha “Você paga imposto em tudo”, que tinha a finalidade de mostrar para a população o peso dos tributos nos produtos consumidos no dia a dia. Ao tomar posse para o terceiro mandato, em julho de 2007, defendeu a descentralização das atividades da Fecomércio-RS, para ampliar a presença nos 496 municípios gaúchos. Sugeriu, ainda, mudanças no modelo da previdência social, para torná-la mais justa, reduzindo o tratamento entre os servidores públicos e empregados da iniciativa privada. O empresário era também um crítico da elevada taxa de juros que os brasileiros vinham pagando nos últimos anos. A morte do presidente da entidade repercutiu com força no meio empresarial gaúcho. O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Paulo Tigre, havia tentado falar com Sabbadini na manhã de sexta. Queria saber como ele estava, mas não conseguiu contato.
– Já sabia que ele vinha enfrentando um momento difícil, mas não pensei que, de uma hora para outra, isso pudesse ocorrer – disse Tigre. O presidente da Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul), José Paulo Cairoli, ressaltou a liderança de Sabbadini ao congregar os sindicatos do comércio em uma única entidade: – Ele uniu toda uma categoria. Foi um líder presente nos movimentos necessários para construirmos um Rio Grande melhor. O presidente do Conselho de Administração da Pólo RS, Bolivar Moura, também lamentou a perda do companheiro de diretoria.
– Ele era uma liderança que consolidou a representatividade do setor do comércio e de serviços no Estado.

Sabbadini deixa a mulher, Eloiza, os filhos Felipe, Fabrício e Fabiane, do primeiro casamento, e quatro netas. De acordo com o estatuto do Sistema Fecomércio-RS, o atual primeiro-vice-presidente, Moacyr Schuckster, deve assumir a presidência da entidade.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais