O que leva o internauta a desistir de uma compra online?

Um recente estudo realizado pela AKAMAI – empresa americana que disponibiliza plataformas de gerenciamento e segurança na web e responsável por 20% do tráfego mundial da Internet – revelou quais são os…

Um recente estudo realizado pela AKAMAI – empresa americana que disponibiliza plataformas de gerenciamento e segurança na web e responsável por 20% do tráfego mundial da Internet – revelou quais são os pontos principais que fazem o internauta desistir de uma compra online.

Entre as principais reclamações estão a performance do site: dificuldade de achar os produtos e baixa velocidade na navegação entre as páginas. Cerca de 47% dos entrevistados relataram que podem até desistir da comprar em uma loja, se suas páginas demorarem mais de dois segundos para baixar os arquivos.

O estudo ouviu 1.048 compradores virtuais de diversas partes do mundo e apontou, também, que uma experiência anterior negativa afeta a compra online: 79% dos compradores virtuais que ficam insatisfeitos ao visitar um site de varejo estão dispostos a nunca mais entrar novamente naquele endereço para comprar. Além disso, 46% desenvolvem uma percepção negativa da companhia e 44% deles vão dizer aos amigos e a família sobre a decepção na hora da compra. Para 87% desses entrevistados, o impacto de uma compra pela internet afeta também a compra na loja física.

O celular também apareceu na pesquisa como uma nova alternativa de compra. 16% dos entrevistados compram via celular ou pelo smartphones, mas 27% deles acreditam que a conexão é muito lenta.

O consultor em e-commerce da Criamedia Agência Digital, Joaquim Fernandes, ressalta que para não fazer parte dessa estatística negativa, a loja virtual deve investir em tecnologia, divulgação, informação e web analises. “Oferecer novos recursos e ferramentas que permitem expor melhor os produtos, facilitar os processos de negociação on-line e melhorar a experiência do usuário devem ser objetivos das lojas virtuais”, ressalta o consultor.

Segundo Fernandes, “o empresário deve investir constantemente na divulgação, renovando sempre, criando novas promoções e mantendo-se antenado em veículos emergentes de marketing, como as redes sociais. Além disso, é fundamental atualizar sempre as ferramentas de mensuração de resultados de visitação e relatórios de venda do comércio eletrônico”, afirma o especialista.

Um modelo que vem dando certo e une segurança, facilidade de navegação e promoções atrativas é o ADMShop, loja online especializada em artigos voltados para os apaixonados por Administração. De acordo com o coordenador da ADMShop, Diogo Lins, “o diferencial e sucesso da loja está em oferecer produtos inovadores com preços acessíveis para todos. Tudo isso unido em um site dinâmico e de fácil navegação”.

Lins afirma que para ter sucesso no mercado online é preciso estar atento sempre nas novas possibilidades tecnológicas. “A necessidade das lojas virtuais se atualizarem constantemente é fundamental para o sucesso e evolução desse empreendimento”, relata.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais