Obras de revitalização do Cais do Porto devem começar em agosto

Empresa entregou cronograma nesta terça-feira, e primeira etapa do projeto prevê reforma de 12 armazéns

A revitalização do Cais Mauá, em Porto Alegre, tem uma nova previsão de início. A Porto Cais Mauá do Brasil, empresa responsável pelo projeto, promete que as obras que devem mudar a região central da capital gaúcha irão começar em agosto. Inicialmente, a previsão era de que o projeto começasse a sair do papel em março. Os empreendedores entregaram nesta terça-feira ao prefeito José Fortunati o cronograma de atividades. Nessa primeira etapa, serão revitalizados 12 armazéns. Em um prazo de dois meses, a empresa pretende apresentar à prefeitura os estudos de impacto de tráfego e, em três meses, as avaliações de impacto ambiental, para que os órgãos do município avaliem a liberação do local. A empresa também está desenvolvendo os projetos básicos de urbanização e construção dos edifícios.

A perspectiva é considerada viável pelo coordenador do Gabinete de Assuntos Especiais (GAE), Edemar Tutikian. — O cronograma prevê as primeiras licenças. Tem de dar tudo certo, mas o cronograma serve para isso mesmo. Está dentro dos prazos normais. O prefeito deu uma ordem expressa interna: Cais Mauá é prioridade — afirmou. O plano dos empreendedores é instalar um escritório da empresa no cais após o Carnaval. A ideia é que os moradores da Capital possam acompanhar as etapas do projeto por meio de maquetes e visitas guiadas. A estimativa da Porto Cais Mauá do Brasil é de que 9 mil empregos diretos e indiretos sejam gerados com o empreendimento. O investimento será de cerca de R$ 500 milhões.

O projeto

— O Cais Mauá será um complexo de lazer, gastronomia e negócios. As obras devem iniciar em agosto, e a intenção da concessionária responsável pela revitalização, a Porto Cais Mauá Brasil, é estar com 100% do projeto concluído em um prazo máximo de quatro anos. — Entre as inovações, está uma cortina de água com iluminação, que será construída no muro do cais. Além disso, uma área de shopping e um hotel também estão previstos no projeto. — Três torres serão construídas, a mais alta delas terá 30 metros. — A empresa investirá cerca de R$ 500 milhões.

Veja também

    Noticias

    Reconstruindo Juntos: comércio pulsante é o caminho para a recuperação

    Veja mais
    Noticias

    Co.nectar Hub prorroga inscrições para o programa de aceleração de startups

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Atualização da cartilha do Estado de Calamidade

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre lança apoio ao comércio gaúcho

    Veja mais