Ondas de forte calor predominam no final do verão

A edição de janeiro do Boletim Climático traz previsões de chuva e calor para os próximos meses no Rio Grande do Sul. O final de 2014 e o começo de 2015 foram marcados por transtornos em razão do mau…

A edição de janeiro do Boletim Climático traz previsões de chuva e calor para os próximos meses no Rio Grande do Sul. O final de 2014 e o começo de 2015 foram marcados por transtornos em razão do mau tempo no Estado, consequência de um período extremamente ativo de tempestades.

Uma série de fatores determinam que o Rio Grande do Sul esteja sofrendo com temporais frequentes. As condições oceânicas, por exemplo, que favorecem período propício à chuva acima da média e uma alta frequência de temporais com domínio de ar quente e úmido que influencia o aumento de nuvens que geram tempestades.

O verão é a estação em que os temporais são comuns em pontos isolados da tarde para a noite, em dias quentes e úmidos, acompanhando pancadas isoladas de chuva. Em fevereiro e março, o risco de temporais será maior nas metades Norte e Leste do Estado. Até porque as águas do Atlântico Sul estão muito mais quentes que o normal no litoral do Rio Grande do Sul, o que não só atenua o risco de estiagem como favorece eventos de chuva forte.

É pouco provável que o Rio Grande do Sul registre extremos de calor como em fevereiro de 2014, quando Porto Alegre ficou a 0,1°C de alcançar a maior máxima em 104 anos. Mas, é altamente provável que se registrem ondas de calor com longos períodos de temperatura e sensação altas, o que vai gerar maior demanda por produtos da estação.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais