Operação Papai-Noel terá mil policiais na Capital.

Aumento no efetivo busca prevenir assaltos no período de festas de fim de ano

Em solenidade realizada nesta quinta-feira no Largo Glênio Peres, a Brigada Militar lançou a Operação Papai-Noel, que deverá…

Aumento no efetivo busca prevenir assaltos no período de festas de fim de ano

Em solenidade realizada nesta quinta-feira no Largo Glênio Peres, a Brigada Militar lançou a Operação Papai-Noel, que deverá colocar cerca de mil policiais nas ruas de Porto Alegre para garantir a segurança de comerciantes e clientes no fim de ano. Em todo Estado, devem atuar 3,8 mil policiais. Parte deles é formada pelos alunos do novo curso da BM, que estarão acompanhados por policiais já formados. Um dos objetivos da operação, que vai até o dia 31, é evitar os assaltos a pedestres e a estabelecimentos comerciais durante as festas.

“A atuação será especialmente no horário em que as pessoas mais precisam, ou seja, em que vão às compras”, explica o comandante-geral da Brigada Militar, coronel João Carlos Trindade. “Os policiais estão orientados a encontrar o equilíbrio entre a boa educação e o rigor”, comenta.

Na solenidade, o comandante anunciou que até 200 das 448 novas viaturas adquiridas pela corporação devem estar nas ruas antes do Ano-Novo. Ele espera que até metade de janeiro todos os veículos estejam em operação.

Além do efetivo orgânico dos batalhões, haverá a participação dos Batalhões de Operações Especiais (BOE), do Policiamento Montado, do Batalhão Reserva composto pelo efetivo administrativo, dos Pelotões Especiais de Motociclistas, dos Pelotões de Operações Especiais e das Patrulhas Especiais. Durante a operação, os policiais também distribuirão panfletos com orientações à população e aos comerciantes, para prevenir a ocorrência de assaltos.

O titular da Secretaria da Produção, Indústria e Comércio (Smic), Idenir Cecchim, comemora o fim de ano sem a presença de ambulantes nas ruas e espera que mais pessoas visitem o Centro da Capital. “Será o primeiro fim de ano em que estaremos com a área livre dos vendedores ambulantes nas calçadas. E o Centro de Porto Alegre precisa estar seguro. Estamos atraindo mais pessoas para cá”, afirma o secretário.

Smic coibirá comércio ilegal de fogos de artifício

Com o objetivo de coibir o comércio ilegal e clandestino de fogos de artifício, as ações da Operação Caça-fogos da Secretaria Municipal de Produção, Indústria e Comércio (Smic) começam na próxima terça-feira. Os fiscais vão atuar em parceria com a Brigada Militar em bares, armazéns, armarinhos, bancas de camelôs, lanchonetes e minimercados. As ações serão desencadeadas nos bairros da área central e na periferia da Capital.

A secretaria alerta a população quanto ao grande número de acidentes gerados pela falta de cuidado no manejo dos fogos, cujas vendas se intensificam com a proximidade das festas de fim de ano. Em Porto Alegre, apenas seis estabelecimentos têm a licença municipal para comercializar os artigos. Em 2008, os ficais da Smic recolheram 15.010 unidades de fogos de artifício comercializados irregularmente. Já em 2009, até o momento, foram 5.783 unidades recolhidas.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais