Os 5 maiores erros dos vendedores que matam a negociação

eja no departamento de vendas de uma grande empresa, na loja de um shopping ou no dia a dia de qualquer profissional autônomo, é necessário ser um bom vendedor para aumentar o faturamento. Além disso, muito mais do que no fechamento em si, é essencial que o foco esteja na pessoa com quem uma negociação está sendo feita, porque é isso que faz a diferença. Por isso mesmo, sou contra a padronização do processo de venda! Para mim, é necessário atender cada cliente de acordo com suas necessidades. Cada vez mais é preciso personalizar o atendimento!

Seja no departamento de vendas de uma grande empresa, na loja de um shopping ou no dia a dia de qualquer profissional autônomo, é necessário ser um bom vendedor para aumentar o faturamento. Além disso, muito mais do que no fechamento em si, é essencial que o foco esteja na pessoa com quem uma negociação está sendo feita, porque é isso que faz a diferença. Por isso mesmo, sou contra a padronização do processo de venda! Para mim, é necessário atender cada cliente de acordo com suas necessidades. Cada vez mais é preciso personalizar o atendimento!

Nesse sentido, é preciso saber com quem estamos nos relacionando para conseguir delimitar até que ponto é possível ser mais insistente ou quando precisamos dar mais espaço para que o cliente pense sobre a compra – seja qual for o produto ou serviço. Essa identificação varia de acordo com cada pessoa, portanto, não há uma receita pronta. No entanto, existem cinco grandes erros que devem ser evitados em qualquer negociação. Conheça-os a seguir.

Erros que prejudicam a negociação

1- Pensar que é vidente: Existem alguns profissionais que insistem em tentar adivinhar o que o cliente está pensando, antes mesmo de ouvi-lo. Como consequência disso, ofertam produtos ou serviços que não condizem com as necessidades do cliente, gerando frustração e quebra de confiança.

2- Não escutar o cliente: Costumo dizer que a melhor técnica de vendas que existe é saber ouvir. O cliente é o responsável por apresentar os motivos que o levaram a procurar pelo vendedor, mas isso só é possível se o profissional souber escutar com atenção para se empenhar em resolver assertivamente a demanda trazida. Vendedor que não ouve o cliente mata a venda.

3- Falar demais: Usar a maior parte do tempo despejando informações para o cliente é outro erro que pode matar a venda. Quando não sabe escutar, o vendedor acaba falando muito para tentar chegar ao fechamento, mas, na verdade, as chances de agradar o cliente são minimizadas quando agimos assim.

4- Estar desqualificado ou sem preparo: Sabendo que o comprador precisa de informações detalhadas que potencializem o seu desejo de compra e lhe deem segurança para fechar o negócio, o profissional que não está preparado para responder às perguntas ou não sabe argumentar sobre o produto pode perder uma grande oportunidade.

5- Ser passivo e esperar algum comprador: Muitos vendedores acabam ficando “confinados” em uma loja, por exemplo, mas isso não deve servir como justificativa para a passividade do vendedor. Dá para utilizar a própria rede de relacionamento que já possui para expandir as possibilidades de vendas. Para isso, é necessário usar a criatividade para chamar os clientes. Dá, por exemplo, para criar ou manter um banco de dados de clientes, entrando em contato periodicamente e ainda solicitar indicações, mas as possibilidades são variadas, cabe ao profissional definir o que fazer. O que não dá é para ficar esperando o cliente surgir como mágica.

Fonte: Vende Mais

 

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 02/03 A 08/03

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Sindilojas POA realiza mais um Feirão de Empregos

    Veja mais
    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais