Os práticos são a maioria na hora de presentear os pais

Uma pesquisa elaborada para o Sindilojas Porto Alegre e a CDL Porto Alegre apontou que os gaúchos podem ser identificados como práticos na hora de escolher o presente para o Dia dos Pais. Para 39% dos…

Uma pesquisa elaborada para o Sindilojas Porto Alegre e a CDL Porto Alegre apontou que os gaúchos podem ser identificados como práticos na hora de escolher o presente para o Dia dos Pais. Para 39% dos entrevistados que se encaixam nessa categoria, é fundamental comprar o presente com o intuito de acertar, mas sem muitas ideias mirabolantes ou esforços operacionais. Não querem de forma alguma se incomodar com uma possível troca. Os práticos são influenciados pela temperatura, não se importam com o time do coração do pai e costumam dar apenas o presente.

A Vitamina Pesquisa, responsável pelo estudo, aponta que 24% dos gaúchos podem ser classificados como planejados, ou seja, aqueles que desejam dar um presente que agrade ao outro e acabam investindo muito tempo buscando acertar. Os planejados têm como meta escolher a lembrança com assertividade e, se possível, ainda surpreender quem vai ser presenteado. Não costumam ser influenciados pela temperatura, muito menos pelo time. Gostam de dar um presente e também o almoço ou o jantar.

Os projetivos representam 21% da pesquisa. Estão contempladas neste perfil as pessoas que almejam surpreender o presenteado pelo seu bom gosto. Elas querem dar um presente que satisfaça ao outro, mas que agrade a si mesmo antes.

Outros 12% podem ser classificados como afetivos, aqueles que pensam em comprar algo que tenha um significado muito especial, independente do valor. O presente, muitas vezes, é algo particular, que só a dupla conhece. Esse perfil se deixa influenciar pelo time do pai e costuma dar a lembrança e um cartão.

Já aqueles que dividem o valor do presente se encaixam na categoria vaquinha e representam 4% dos entrevistados. Eles desejam agradar, sem se endividar. Buscam uma lembrança de maior valor que a pessoa esteja precisando, mas não poderiam bancar sozinhos. A maioria desse grupo, compra na véspera do Dia dos Pais e se influencia tanto pela temperatura quanto pelo time. Dão o presente, adquirido em loja de rua ou pela internet, e um cartão.

Veja também

    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo (FBV) é lançada oficialmente em Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 19/02 A 23/02

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Tendências mundiais que impactam o varejo local

    Veja mais