Parques Marinha e Redenção ganharão 30 câmeras de monitoramento

Dois dos principais parques de Porto Alegre terão incremento na segurança pública por meio do chamado cercamento eletrônico: o Marinha do Brasil receberá nove câmeras de monitoramento, e a Redenção, 21….

Dois dos principais parques de Porto Alegre terão incremento na segurança pública por meio do chamado cercamento eletrônico: o Marinha do Brasil receberá nove câmeras de monitoramento, e a Redenção, 21. A instalação dos equipamentos é orçada em R$ 1,7 milhão, com financiamento do programa Badesul Cidades. Ao Executivo municipal, a contrapartida será de R$ 170 mil.

A assinatura do contrato de financiamento ocorreu na manhã desta quinta-feira no Palácio Piratini, com a presença do governador José Ivo Sartori e do prefeito da Capital José Fortunati. O objetivo do projeto é incrementar a segurança nos parques, já que as imagens capturadas serão monitoradas pela Guarda Municipal, com apoio da Brigada Militar, e transmitidas no Centro Integrado de Comando da Cidade (Ceic).

Se seguido à risca o cronograma, as obras devem começar nos próximos dias com a instalação dos dutos por onde passará a rede de fibra ótica e, depois, terá início a colocação das câmeras. A conclusão está prevista para o fim do ano.

Somados, os parques da Redenção e Marinha do Brasil totalizam pouco mais de 108 hectares. Questionado se 30 câmeras serão suficientes para abranger toda a área, Fortunati ressaltou o alcance dos equipamentos e a resolução das imagens:

— Uma câmera, dessas modernas, consegue uma visualização de até 500 metros com perfeição. Isso nos dá a tranquilidade de que a imagem captada será a de melhor qualidade e, com uma câmera mesmo distante, podemos aproximar de tal forma que ela fará a leitura de quem estará cometendo o ato infracional.

Na cerimônia, Sartori não falou com a imprensa. Em discurso, afirmou que o combate a criminalidade é prioridade do governo:

— O financiamento vai gerar, seguramente, mais segurança. A segurança que os gaúchos querem, desejam, clamam por isso. E deve ser uma prioridade. A segurança que o povo merece. A mesma segurança que é, também, nossa prioridade. Com paciência, com calma e com muita tranquilidade, vamos mudar muitos hábitos na área da segurança.

No dia em que anunciou o cercamento eletrônico da Redenção, Fortunati reafirmou sua posição sobre outro cercamento do parque – o físico. Ele se posicionou contra a instalação de grades na área e defendeu melhorias como maior iluminação para coibir a criminalidade. Nos próximos dias, o prefeito deve sancionar o plebiscito que convocará os moradores a opinar sobre o cercamento da Redenção.

— Entendo que não é o cercamento físico que irá resolver o problema da insegurança da Redenção ou de qualquer outro parque. O que resolve, em primeiro lugar, é iluminação, e nós estamos colocando um novo sistema, o cercamento eletrônico, que permite o acompanhamento do que acontece — opinou o prefeito. — Vou sancionar (o plebiscito).

Veja detalhes do projeto

— Quantas câmeras serão instaladas em cada parque?

O Parque Farroupilha receberá nove câmeras, e outras 21 serão destinadas ao Marinha do Brasil.

— Quantas câmeras já estão presentes nos dois locais?

Atualmente, cada parque conta com seis câmeras.

— Qual o cronograma das instalações?

Com início previsto para o próximo sábado, a instalação de fibras ópticas para contemplar as primeiras 12 câmeras deve ser concluída até 21 de julho. A Secretaria Municipal de Segurança espera que até o dia 12 de agosto a primeira fase do projeto esteja concluída.

— Qual a tecnologia empregada nas câmeras?

O sistema utiliza tecnologia de vídeo sobre rede baseada em protocolo TCP/IP, com gravador de imagens totalmente digitais. Ele será conectado via fibra óptica à rede de dados, utilizando conexões de até 2 Mbps por câmera para a transmissão das imagens.

— Onde serão instalados os equipamentos?

Por segurança, a secretaria não informa a localização exata de cada câmera. Porém, a pasta antecipa que as câmeras acrescentadas no Parque Farroupilha cobrirão a região do entorno da Avenida João Pessoa com a Rua da República, área com maior fluxo de pessoas e maior incidência de vandalismo e ocorrências policiais. No Parque Marinha, serão contemplados os passeios públicos e áreas de atividades esportivas.

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais