Pesquisa Fecomércio-RS: Endividamento entre gaúchos registra queda em março

A quantidade de gaúchos endividados caiu 5 p.p na comparação entre março e fevereiro, chegando a 71% este mês. De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), calculada pela…

A quantidade de gaúchos endividados caiu 5 p.p na comparação entre março e fevereiro, chegando a 71% este mês. De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), calculada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) e divulgada nesta segunda-feira (28/3) pela Fecomércio-RS, o percentual de famílias com contas em atraso também registrou queda, atingindo 33% – contra 36% no mês anterior e 39% no mesmo período do ano passado.

Os resultados contrariam a expectativa de que houvesse uma elevação no endividamento natural para o período. “Março é uma época em que as pessoas começam a sofrer os impactos de compras pré-datadas do natal, além de ser uma fase de aumento nas despesas escolares e de pagamentos de tributos anuais”, explica Zildo De Marchi, presidente do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac. As famílias que não terão condições de pagar suas contas totalizaram 7% em março – índice 1% inferior ao registrado em fevereiro. “As contas atrasadas têm se mostrado altamente controladas, o que aponta para uma estabilidade, ou até mesmo queda, na taxa de inadimplência futura”, avalia De Marchi.

Entre os entrevistados, 40,4% acreditam estar pouco endividados, enquanto 10,6% manifestaram estar muito endividados. A maior parte do comprometimento financeiro (32,9%) tem duração entre três e seis meses, e pendências por mais de um ano correspondem a 21% dos endividamentos. Apenas 7,7% das famílias comprometem mais da metade do orçamento em compras parceladas, enquanto a grande maioria (59,1%) destina entre 11% e 50% da receita para débitos desse tipo. “O crescimento do emprego ainda está forte para os nossos padrões, isso faz a renda crescer e a possibilidade de inadimplência cai” Cartões de crédito representam 69,6% dos endividamentos, seguidos pelos carnês (51,2%), financiamentos de carro (9,8%) e cheque especial (9,3%). Para ver a pesquisa completa acesse www.agencia.fecomercio-rs.org.br/pesquisa.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais