Processo descomplicado

Em atendimentos realizados nas primeiras semanas da Linha da Pequena Empresa, a maioria das dúvidas é sobre a possibilidade de formalizar o negócio de maneira simples, sem burocracia ou custos elevados. O…

Em atendimentos realizados nas primeiras semanas da Linha da Pequena Empresa, a maioria das dúvidas é sobre a possibilidade de formalizar o negócio de maneira simples, sem burocracia ou custos elevados. O porto-alegrense Amauri Martins Bubols, 57 anos, decidiu legalizar o negócio na área da construção civil depois de dois anos na informalidade: – Quero ter tudo certo, até para ter os benefícios da aposentadoria. Na semana passada, a Receita Federal anunciou a marca de 1 milhão de empreendedores individuais no país, desde a vigência da legislação, em 2009. No Estado, 55,9 mil entraram para a formalidade. – O processo é mais simples do que as pessoas imaginam, com custos muito baixos em relação aos benefícios garantidos em lei – diz Márcia Ferran, responsável pelo projeto de Empreendedores Individuais do Sebrae-RS. Ontem, a presidente Dilma Rousseff afirmou que em bancos públicos serão criadas linhas de crédito para empreendedores individuais. A meta é tirar 500 mil trabalhadores da informalidade.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais