Programação Neurolinguística aplicada à venda foi tema do Café com Lojistas desta quinta-feira (26 de julho)

Técnicas de PNL aplicadas à venda geram resultado e garantem o sucesso dos negócios

É possível vender mais usando e estimulando os cinco sentidos do consumidor? Aplicando técnicas de Programação Neurolinguística, sim. E foi sobre essa estratégia com foco em vendas que a trainer em PNL, hipnóloga e empresária Mileine Vargas, falou na manhã desta quinta-feira, 26 de julho, para os mais de 100 participantes do Café com Lojistas.

No evento, promovido pelo Sindilojas Porto Alegre, a palestrante explicou que hoje o consumidor é diariamente impactado por um número cada vez mais de informações e que, neste contexto, o desafio de se tornar interessante e relevante para o cliente é ainda maior. “É diante desse cenário que as técnicas de PNL se tornam tão efetivas quando aplicadas de maneira assertiva”, disse.

Para Milene, não basta entender a tendência de mercado e como o comportamento do consumidor está se transformando se não houver uma verdadeira conexão entre o cliente e o vendedor. Ou seja, uma relação de empatia. “Para que o vendedor consiga persuadir e envolver o consumidor é fundamental que ele consiga, primeiramente, conectar-se a ele, conhece-lo e perceber suas necessidades. O fator decisor de uma compra é, sempre, emocional e a emoção está diretamente ligada com a experiência gerada pelo atendimento, por essa identificação entre dois seres humanos”, explica.

“O objetivo é gerar uma experiência positiva do consumidor com a marca de modo com que ele relacione o produto, serviço ou marca com sensações e memórias pessoais, fazendo do ato de comprar algo muito além do que simplesmente consumir”, pontua.

E é para construir essa conexão emocional entre o vendedor e o cliente que estimular os cinco sentidos gera resultados. A visão, por exemplo, é responsável por 83% do êxito de uma venda e é estimulada através de estratégias de visual merchandising no PDV, com uma iluminação destacando algum produto em específico ou lançamento.

Já o olfato é o responsável por identificar e relacionar emoções. O aroma particular de uma loja ou produto, por exemplo, impacta até 11% no fechamento de uma venda. “Não existe âncora mais poderosa para conectar emoções que chamar seu cliente pelo nome”, garante.

A audição, por sua vez, é o que conecta pessoas, cria relações com a voz, personifica o atendimento. Para isso, o segredo é apostar em perguntas abertas e não em questionamentos que tenham como resposta apenas “sim” ou “não”. “Permita que seu cliente falte abertamente sobre um assunto e aproveite para conhece-lo melhor com isso”, esclarece Mileine. O paladar remete a pessoas a lembranças pessoais e o tato, por fim, é o que gera experiências ao consumidor – especialmente em tempos em que o omnichannel e o comportamento phigital deixam de ser uma tendência e se tornam uma realidade.

Inscrições abertas

O próximo Café com Lojistas já tem data marcada: será no dia 08 de agosto, a partir das 8h30, com Melissa Lesnovski, diretora de inovação da agência Aldeia, para um encontro que vai debater o marketing digital como ferramenta de vendas. O encontro acontecerá no Auditório Henrique Gerchmann (Rua dos Andradas, 1234 / 9º andar). A entrada é gratuita para associados ao Sindilojas Porto Alegre. Clique aqui e inscreva-se.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais