Publicado o decreto que altera IPI sobre móveis e eletrodomésticos

O “Diário Oficial da União” desta segunda-feira (1º) publica decreto alterando alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para móveis e eletrodomésticos da linha branca. As alterações já…

O “Diário Oficial da União” desta segunda-feira (1º) publica decreto alterando alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para móveis e eletrodomésticos da linha branca. As alterações já tinham sido anunciadas na última quinta-feira, dia 27 de junho, pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Na ocasião, o ministro informou que o IPI sobre esses produtos, que tinham sido desonerados do tributo anteriormente, seria recomposto aos patamares originais mais lentamente do que se previa até então. O decreto evita que as alíquotas sejam totalmente recompostas já a partir desta segunda-feira, fixando percentuais intermediários a vigorar até 30 de setembro.

Conforme explicou Guido Mantega na quinta-feira, o IPI dos móveis, por exemplo, que em princípio retornaria a 5%, sobe de 2,5% para 3% apenas. A alíquota sobre fogões sai de 2% para 3%, não retornando de imediato a 4%.

Para tanquinhos, o imposto, que estava em 3,5%, será de 4,5% até setembro. Para refrigeradores, até então sujeitos a IPI de 7,5%, a alíquota será de 8,5% até fim deste trimestre.

Ainda conforme disse o ministro ao anunciar a decisão do governo, a elevação das alíquotas vai proporcionar uma arrecadação de R$ 118 milhões no período de julho a setembro.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais