Quase 70% das empresas do comércio possuem capital de giro para apenas mais um mês

Situação financeira do setor foi analisada pelo Núcleo de Pesquisa do Sindilojas Porto Alegre.

Um levantamento realizado pelo Núcleo de Pesquisa do Sindilojas Porto Alegre junto a lojistas da Capital reafirma o que já era previsto a partir dos relatos informais: a crise provocada pela pandemia de coronavírus deverá ter impactos devastadores no comércio da Capital. E com o anúncio do governo municipal de novas restrições para o setor pelas próximas semanas, a situação fica agravada, já que 67,8% das empresas possuem capital de giro para somente mais um mês, conforme revelou a pesquisa.

A dificuldade em obter crédito das linhas de financiamento anunciadas pelo governo é outro fator que agrava o cenário. Segundo 58,3% dos lojistas, essa tentativa não foi bem-sucedida. Apenas 11,1% dos varejistas que tentaram, conseguiram o crédito. Outros 30,6% ainda não haviam entrado em contato com os bancos em busca do benefício até o final desta sondagem, realizada entre os dias 29 de junho e 2 de julho.

Entre aqueles que não conseguiram obter o crédito, o principal motivo relatado foi a exigência de contrapartidas por parte dos bancos. Dificuldade com a plataforma ou sistema de obtenção de linha de crédito, excesso de burocracia e problema em contatar o agente bancário também apareceram entre os principais impeditivos.

No infográfico abaixo, confira o resultado completo da pesquisa:









Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais