Quem atua no varejo já deve iniciar planejamento

Segundo o consultor do Sebrae-SP, Gustavo Carrer, nada impede que os empresários do varejo iniciem o planejamento desde agora, para garantir uma participação positiva de sua empresa no período da Copa….

Segundo o consultor do Sebrae-SP, Gustavo Carrer, nada impede que os empresários do varejo iniciem o planejamento desde agora, para garantir uma participação positiva de sua empresa no período da Copa. “Para isso, é preciso um planejamento minucioso e atenção a cinco tópicos básicos”, diz.

Quem atua no ramo varejista deve analisar o mix de produtos e reforçar os estoques. Além de planejar compras mais robustas, é necessário avaliar quais produtos específicos para o evento podem ser incorporados ao mix da loja durante o período de realização do evento esportivo. Em seguida, o empresário deve preparar a equipe de atendimento. Segundo Carrer, treinar a equipe de venda será um grande desafio.

“A dificuldade natural devido ao idioma somada às diferenças culturais dos clientes estrangeiros criarão grandes problemas aos varejistas despreparados”, avalia o consultor. Além de treinar os funcionários, o empresário deve dimensionar e contratar com maior antecedência possível a mão de obra de temporários para este período.

“Contratando mais cedo, o lojista encontrará pessoas mais qualificadas, além de ter mais tempo de treiná-las nas rotinas específicas da loja.” O terceiro tópico é referente a organização e decoração do ponto de venda. Decorar a loja com objetos alusivos a competição esportiva contribui para atrair mais clientes, segundo o consultor. “Ao planejar a decoração, o empresário deve avaliar a necessidade de alterar o layout da loja, ou de alugar equipamentos, como máquinas de fazer cobrança, dando agilidade às vendas.”

Carrer afirma que todas as empresas do varejo poderão aproveitar as oportunidades de negócio proporcionadas pelos eventos esportivos, porém, aquelas que criarem diferenciais, intensificarem a divulgação e elaborarem as melhores promoções de vendas, ficarão com as melhores fatias do bolo. “Por essa razão, tão importante quanto organizar a empresa para atender o aumento da demanda, é fazer uma ampla divulgação da loja.” Por último, é preciso investir em segurança.

O aumento da quantidade de clientes no interior da loja, cria oportunidades de perdas decorrentes de furtos. Por essa razão, é recomendável que o varejista avalie a possibilidade de contratação de seguranças especificamente para esse período.

Além disso, é importante considerar a viabilidade de implantar sistemas mais modernos de proteção e prevenção de perdas, usando etiquetas inteligentes, por exemplo. Para evitar aborrecimentos, o varejista não pode ignorar o impacto que eventos deste porte trarão para seus negócios, eles podem ser positivos ou negativos, tudo vai depender da qualidade do planejamento.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais