Quilômetro rodado dos táxis passa para R$ 1,68

Nozari: ‘Reajuste não foi significativo e não pesará no bolso do consumidor’

Os quase 4 mil taxistas de Porto Alegre fizeram fila ontem desde a madrugada em frente à EPTC para receber a nova tabela da tarifa reajustada. O índice de 8,14%, vinculado à variação do IGP-M, encareceu em R$ 0,13 o quilômetro rodado, que passou de R$ 1,55 para R$ 1,68. Contudo, os motoristas que não tiverem a nova tabela fixada no painel do veículo não poderão cobrar os novos valores. O Sindicato dos Taxistas de Porto Alegre (Sintáxi) diz que o aumento não é significativo e por isso não haverá perda de passageiros. “Nosso nicho de mercado não é a população que utiliza ônibus ou lotação, e o reajuste não vai pesar no bolso do consumidor”, explicou o presidente do sindicato, Luiz Nozari. Segundo ele, mesmo com o aumento concedido, o serviço ainda está defasado, se comparado ao reajuste do salário mínimo, que nos últimos anos foi de 12%. A aferição nos taxímetros ainda não ocorreu, pois o Inmetro ainda não foi notificado oficialmente. O taxista Nereu Ávila da Silva reclama do alto custo. “São no mínimo R$ 150,00 para alterar o taxímetro, além de perder um dia de trabalho.”

Veja também

    Noticias

    Sindilojas POA e CDL POA promovem ação para limpeza do Centro Histórico da Capital

    Veja mais
    Noticias

    Cartilha Estado de Calamidade: seguros disponíveis e auxílio reconstrução

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo anuncia nova data para 2025

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre assina carta buscando alternativas para acesso à capital

    Veja mais