Reclamações contra bancos recuam 5,36% janeiro, mas continuam altas

SÃO PAULO – O número de queixas contra os bancos recuou 5,36% em janeiro de 2012, na comparação com dezembro do ano passado, de acordo com dados do ranking divulgado pelo Banco Central.

No mês passado,…

SÃO PAULO – O número de queixas contra os bancos recuou 5,36% em janeiro de 2012, na comparação com dezembro do ano passado, de acordo com dados do ranking divulgado pelo Banco Central.

No mês passado, foram 865 casos, considerando todas as instituições financeiras com mais de um milhão de clientes, contra 914 registrados no mês anterior.

Frente a janeiro de 2011, o número de reclamações contra bancos mostrou alta. Ainda considerando aqueles com mais de um milhão de clientes, as queixas contra as instituições bancárias aumentaram 20,64%, já que naquele mês o total de reclamações somou 717 queixas.

Itaú na liderança
No mês de janeiro, o Itaú manteve a liderança do ranking das cinco instituições financeiras com mais de um milhão de clientes mais reclamadas. O banco registrou índice de queixas de 1,03 a cada 100 mil pessoas. Na sequência vieram o Banco do Brasil, Santander, Bradesco e HSBC.

BC tem autoridade para punir
O Banco Central do Brasil tem autoridade para punir as instituições financeiras por qualquer descumprimento de normas emanadas da autoridade monetária, inclusive as que dizem respeito ao atendimento ao cliente bancário.

As punições previstas em lei não se limitam à abertura de Processo Administrativo, passando pela advertência e multa, podendo chegar, inclusive, à penalidade máxima de inabilitação para trabalhar no mercado financeiro.

Veja também

    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA e CDL POA promovem ação para limpeza do Centro Histórico da Capital

    Veja mais
    Noticias

    Cartilha Estado de Calamidade: seguros disponíveis e auxílio reconstrução

    Veja mais