Redução da pirataria poderia trazer benefícios tributários, diz estudo

A redução da pirataria no Brasil poderia trazer benefícios tributários e desenvolvimento econômico, além de gerar empregos diretos e indiretos, segundo divulgou a ABES (Associação Brasileira das Empresas…

A redução da pirataria no Brasil poderia trazer benefícios tributários e desenvolvimento econômico, além de gerar empregos diretos e indiretos, segundo divulgou a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software).

No País, o estado de São Paulo registra os maiores prejuízos com esse tipo de comércio, tendo perdido, em 2007, R$ 898 milhões em função da pirataria de software. De acordo com um estudo da consultoria IDC, se a pirataria do setor fosse reduzida para 50%, a região geraria mais de 19,4 mil empregos diretos e indiretos, a indústria local de Tecnologia teria um acréscimo no faturamento superior a R$ 1,6 bilhão e o Estado teria um aumento de R$ 216 milhões na arrecadação.

Prejuízos cada vez maiores
Uma outra pesquisa da consultoria, feita em parceria com a ABES, mostrou que, embora a pirataria tenha diminuído no Brasil pelo segundo ano consecutivo, os prejuízos aumentaram e foram estimados em R$ 1,6 bilhão.

Para reverter esse quadro, ações de combate à pirataria continuam. No ano passado foram feitas 754 ações em todo o Brasil, que resultaram na apreensão de 1,6 milhão de CDs com programas piratas. Também foram retirados do ar 15,3 mil anúncios que divulgavam produtos ilegais e 360 sites que comercializavam softwares piratas, o que representa um aumento de 48% em relação ao ano anterior.

No período, as entidades também registraram 8,2 mil contatos, por e-mail e telefone, relacionados a denúncias e solicitação de informações. Com isso, foram enviadas 3,1 mil notificações extrajudiciais às companhias infratoras, um aumento de 9% em relação a 2007.

“Os resultados obtidos no período refletem o intenso trabalho desenvolvido pelas iniciativas público e privada nos âmbitos repressivo, econômico e educacional. Este último pilar é fundamental, pois acreditamos que somente com a conscientização e o apoio da sociedade será possível acabar com esse crime que assola o País”, considera o coordenador do Grupo de Trabalho Antipirataria da ABES, Antônio Eduardo Mendes da Silva.

Veja também

    Noticias

    O público 60+ consome e precisa ser melhor atendido

    Veja mais
    Noticias

    O Sindilojas Porto Alegre é finalista do Top de Mkt ADVB/RS 2024

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades desta semana para as obras no Centro da capital

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Vendas de eletrodomésticos típicos de frio estão em alta

    Veja mais