Refaz 2015 permite parcelamento de dívidas de ICMS com desconto de juros e multas

Foi instituído, no dia 1º de setembro, o Programa Especial de Quitação e Parcelamento – Refaz 2015, pelo Estado do Rio Grande do Sul. A medida tem por objetivo promover a regularização do ICMS no Estado. A…

Foi instituído, no dia 1º de setembro, o Programa Especial de Quitação e Parcelamento – Refaz 2015, pelo Estado do Rio Grande do Sul. A medida tem por objetivo promover a regularização do ICMS no Estado. A adesão deve ser feita entre 1º de setembro e 18 de dezembro de 2015, através do pagamento da parcela inicial ou da quitação, integral ou parcial do débito.

Por meio do Programa Especial de Quitação e Parcelamento – Refaz 2015, instituído através do Decreto nº 52.532, pelo Estado do Rio Grande do Sul, a partir de 1º de setembro, os contribuintes de ICMS que possuem dívidas com o Fisco Estadual, constituídas ou não, inscritas em dívida ativa ou não, inclusive as que estejam em cobrança judicial, vencidas até o dia 31 de julho de 2015, podem aderir ao programa de quitação. O Refaz autoriza a redução em até 40% dos juros sobre o ICMS vencido até julho, e redução de até 85% das multas e acréscimos legais, podendo ser parcelado em até 120 meses.

Os descontos variam de acordo com o valor da parcela inicial da quitação. Quando esta for de 15% ou mais do que a dívida, o desconto da multa pode chegar até 85%, e de juros até 40%. Para a primeira parcela, qualquer que seja o número de parcelas no total, também se aplicará a redução de 85% da multa para as adesões efetivadas até o dia 24 de setembro, de 75% para as adesões realizadas até 30 de outubro, e a redução de 65% para adesões realizadas até 18 de dezembro. Nos casos em que o valor da parcela inicial for inferior a 15% do valor do débito, os contribuintes terão redução de até 35% nas multas, e de até 40% nos juros.

As empresas optantes pelo Simples Nacional ou com débito decorrente de período em que estiveram neste regime de tributação, ou ainda, com débito advindo da DIFA – Diferencial de Alíquota, têm condições diferenciadas de parcelamento. Caso optem por realizar o pagamento em parcela única até 18 de dezembro ou pagamento da primeira parcela – desde que essa seja igual ou superior a 15% do débito, terão redução 100% da multa, desde que não seja por infração formal. Além disso, podem parcelar de 61 a 120 parcelas, sem redução da multa, desde que o pagamento da parcela inicial ocorra até 18 de dezembro.

Para aderir ao programa e realizar o pagamento da parcela inicial da dívida ou da quitação, integral ou parcial, os interessados devem fazer a solicitação entre 1º de setembro e 18 de dezembro de 2015, junto a Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul – SEFAZ/RS. O ingresso no programa se dará por formalização da opção do contribuinte e, também, da homologação do fisco após o pagamento da parcela única ou da primeira parcela. No entanto, em nenhum caso, é permitido o parcelamento do ICMS gerado após a formalização da adesão ao Refaz 2015.

A assessoria jurídica do Sindilojas Porto Alegre elaborou uma circular com informações completas sobre o assunto. O documento está disponível para download abaixo.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais