Renner anuncia que vai comprar rede Camicado

Com negócio estimado em R$ 165 milhões, grupo atuará no mercado de decoração em sete Estados

A Lojas Renner anunciou ontem que assinou um contrato para a aquisição da rede de lojas Camicado, atuante no segmento de casa e decoração no Rio Grande do Sul e em outros seis Estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás e Paraná. O valor do negócio, que ainda precisa ser aprovado em assembleia de acionistas da empresa, é de R$ 165 milhões.

Segundo fato relevante divulgado pela Renner, sua subsidiária Renner Empreendimentos assinou contrato particular de compra e venda de quotas com o objetivo de adquirir 100% da Maxmix Comercial, que atua no comércio varejista de utilidades domésticas, artigos de cama, mesa e banho e decoração sob a marca Camicado Houseware. “A operação representa mais um passo importante na consolidação dos negócios da companhia no setor de varejo no Brasil, estando alinhada à sua estratégia de crescimento e de criação de valor para os seus acionistas”, diz a empresa, no fato relevante.

De acordo com a assessoria de imprensa da Renner, a rede com sede no Estado não se manifestará sobre o negócio até a realização da assembleia de acionistas, marcada para o dia 4 de maio. Em nota, a rede informou que sua estratégia é manter a independência jurídica da Camicado, com gestão operacional em separado, mas usando sua estrutura de áreas de apoio. O objetivo é “melhorar a complementaridade dos negócios”, que estão focados no mesmo público-alvo – mulheres na faixa de consumo média e média alta.

Ainda de acordo com a rede varejista, o mercado de casa e decoração tem um potencial de consumo de R$ 15,7 bilhões. Para Claudio D’Avila, professor de Gestão de Marcas e Marketing Estratégico dos cursos de pós-graduação em Publicidade e Administração da ESPM-Sul e consultor de empresas, o investimento da Renner na Camicado indica um movimento de diversificação do varejo, decorrente da concentração de mercado nas mãos de grandes grupos. – Existe hoje uma tendência bem forte de as grandes empresas buscarem não apenas ter presença nacional, mas também diversificar os negócios. Cada vez mais, marcas fortes estão adquirindo outras marcas, numa “soma de valores” que gera um valor de mercado superior ao da marca de origem, sem que isso afete o “core-business” da empresa (compradora) – afirmou.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais
    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais