Restrição a caminhões em 60 dias

EPTC conclui instalação de placas na Capital, mas fiscalização só começa no dia 2 de junho

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) conclui hoje a instalação das placas que informam sobre a restrição a caminhões no Centro Histórico de Porto Alegre. Apesar da sinalização já estar nas ruas, a medida só entrará em vigor em 2 de junho. Até lá, motoristas serão apenas orientados pelos agentes sobre as mudanças nas regras.

A circulação de caminhões com peso bruto total (PBT) acima de 10 toneladas ou mais de sete metros de comprimento será proibida de segunda a sexta, das 7h às 19h, e aos sábados, das 7h às 14h. Veículos com PBT acima de 15 toneladas ficarão proibidos de circular em qualquer horário.

A medida valerá para todas vias internas do Centro Histórico, com exceção das vias que compõem a Primeira Perimetral e circundam o bairro (veja à direita). Não haverá restrição de passagem no Túnel da Conceição.

Inicialmente, a EPTC propôs a restrição até as 20h para veículos a partir de 4,5 toneladas e sete metros de comprimento. Já os transportadores queriam manter sem restrição a circulação de veículos até 7,5 toneladas e em horário reduzido, apenas de segunda a sexta, das 7h às 9h e das 18h às 20h.

A restrição seria aplicada em novembro, mas foi adiada por solicitação do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística no Estado (Setcergs), que temia problemas de abastecimento no fim de ano. Depois, ficou para fevereiro.

Nas reuniões de negociação, prefeitura e representantes das empresas chegaram a um consenso, que será colocado em prática após período de adaptação: – Vamos distribuir material impresso e orientar os motoristas por dois meses. Depois, quem descumprir a norma estará sujeito a multa– explica Carla Meinecke, gerente de Planejamento da EPTC.

A infração aos motoristas que descumprirem a norma está expressa no artigo 231 do Código de Trânsito Brasileiro. O motorista autuado leva cinco pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 127,69. A EPTC argumenta que os veículos pesados prejudicam a fluidez do trânsito. Prefeitura e Setcergs analisam, a partir de agora, os pontos de carga e descarga no Centro. Presidente do sindicato, José Carlos Silvano informa que as empresas já estão adaptadas às novas regras.

Veja também

    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais