Reunião nesta quarta define se caminhoneiros farão nova greve

Categoria ameça paralisar a partir de quinta-feira caso governo não atenda suas reivindicações

Os caminhoneiros prometem paralisar novamente na próxima quinta-feira caso suas reivindicações não sejam atendidas pelo governo federal. Nesta quarta-feira, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, se reúne com representantes da categoria. O encontro está marcado para as 14h, na sede da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília.

A principal exigência dos caminhoneiros se refere à criação de uma tabela com preços mínimos para o frete. Em reunião realizada no final de março, os motoristas saíram sem uma resposta concreta por parte da União.

A regulamentação da Lei dos Caminhoneiros foi publicada na semana passada no Diário Oficial da União e atendeu parte das reivindicações da paralisação de fevereiro, mas os motoristas ainda mostram insatisfação.

Para o deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS), relator da comissão externa da Câmara que acompanha o movimento dos caminhoneiros, a situação econômica do país em relação ao transporte de cargas piorou nestas últimas semanas:

— Precisamos de respostas que ajudem não só a enfrentar e melhorar as condições de frete, como a diminuir os custos dos caminhoneiros. Enquanto o governo não enfrentar as questões do óleo diesel, nem permitir um crédito especial para rolar suas dívidas, ou oficializar o prazo de carência dos empréstimos e não tiver o preço mínimo de frete, vamos ter muita dificuldade de convencer a categoria a continuar trabalhando como se nada estivesse acontecendo.

Veja também

    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo (FBV) é lançada oficialmente em Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 19/02 A 23/02

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Tendências mundiais que impactam o varejo local

    Veja mais