Sete erros que levam à inadimplência

O educador e terapeuta financeiro Reinaldo Domingos, presidente do DSOP Instituto de Educação Financeira aponta sete erros que levam as pessoas à inadimplência.

Confira:

– Falta de educação…

O educador e terapeuta financeiro Reinaldo Domingos, presidente do DSOP Instituto de Educação Financeira aponta sete erros que levam as pessoas à inadimplência.

Confira:

– Falta de educação financeira: Sem possuir educação financeira, as pessoas que não conhecem sobre a importância do dinheiro e as formas corretas de utilizá-lo está a um passo das dívidas. O caminho para sair desta situação é buscar cursos e livros sobre o tema. Também é fundamental a preocupação com as crianças, ensinando de forma lúdica sobre o tema e solicitando a inserção deste nas escolas.

– Falta de planejamento financeiro: As pessoas não sabem para onde vai o dinheiro que recebem, e não possuem controle. Isso é reflexo direto do pecado anterior, as pessoas ganham e gastam sem controle nenhum ou com um controle superficial. Uma dica é o preenchimento de uma caderneta diária de todos os gastos, que chamamos de apontamento, e realizar uma planilha mensal destes por três meses.

– Marketing e publicidade: Ser suscetível a ferramentas de marketing e publicidade faz com que as pessoas comprem o que elas não precisam. Para evitar esse problema, o importante é não comprar por impulso e questionar: realmente preciso desse produto? Como ele vai alterar a minha vida? Também é interessante deixar a compra para outro dia, onde terá refletido sobre se quer mesmo ou não.

– Crédito Fácil: O mercado oferece milhares de produtos de fácil acesso, contudo, os juros cobrados são altos e fazem com que a inadimplência se torne alta. Assim, a solução é evitar esses meios. No caso de cartão de crédito, o ideal é ter só um, e em caso de descontrole eliminar até mesmo esse.

– Parcelamentos: Ao parcelar as compras as pessoas não percebem que já estão se endividando. Muitas vezes esquece-se de colocar esses valores no orçamento o que faz com isso se torne um caso de inadimplência. Um parcelamento na verdade é uma forma de crédito, pois, você está usando um dinheiro que não possui para comprar um produto. Assim, para que não tenha problemas, esse deve ser evitado.

– Falta de sonhos: Se a pessoa não tem determinado o objetivo para qual utilizará o dinheiro poderá gastar de forma irresponsável, levando ao endividamento. Isso ocorre muito pela falta de capacidade das pessoas de sonharem com o que querem no futuro, vivendo muito o presente. Para sair deste problema é recomendável refletir sobre quais são realmente os seus sonhos, o que se quer para o futuro. Tendo isso estabelecido, deve cotar os valores e determinar parte de seu dinheiro, quando recebê-lo para esse fim.

– Necessidade de status social: Muitas pessoas acreditam que possuir alguma coisa é que irá fazer a diferença na sociedade, e não o que ela realmente é. Isso é reflexo das informações que recebemos hoje, passando valores errados de que ter alguma coisa é a felicidade, independente das conseqüências, assim, se cai no consumismo acelerado. Deve-se ter objetivos claros do que se quer e saber que ser é muito mais importante do que ter.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais