Shoppings de Porto Alegre são multados em R$ 15 milhões por limitarem abertura de lojas

O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica condenou shoppings de Porto Alegre por usarem cláusulas de raio. 

O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica condenou shoppings de Porto Alegre por usarem cláusulas de raio. A restrição ficava no contrato com as lojas proibindo que exercessem a mesma atividade em estabelecimentos que estejam em uma distância pré-determinada do shopping.

A condenação do Cade atinge Iguatemi, Rua da Praia, Praia de Belas, Moinhos Shopping, Shopping Bourbon Country, Shopping Bourbon Assis Brasil e Shopping Bourbon Ipiranga. As multas aplicadas somam mais de R$ 15 milhões.

A cláusula de raio não é ilegal sempre. Mas tem potencial de afetar a livre concorrência, dependendo de como as suas condições são estabelecidas.

O relator do caso, Márcio de Oliveira Júnior, afirmou que as cláusulas de raio impostas nos contratos analisados têm o potencial de fechar o mercado “unilateralmente e por tempo indeterminado, em uma área equivalente à quase a totalidade da cidade de Porto Alegre”. O conselheiro também alegou que não houve uma negociação efetiva das cláusulas entre as partes. A decisão do tribunal do Cade é a última na esfera administrativa. Os shoppings podem recorrer ainda na justiça comum.

Fonte: Blog Acerto de Contas/ Clic RBS

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais