Sindicato orienta o funcionamento normal do comércio nos próximos dias

Sindicato repudia a decisão de 40 categorias de funcionalismo do Estado a reduzirem a jornada de trabalho nos dias 19, 20 e 21 de agosto

O Sindilojas Porto Alegre é contrário a medida anunciada hoje, dia…

Sindicato repudia a decisão de 40 categorias de funcionalismo do Estado a reduzirem a jornada de trabalho nos dias 19, 20 e 21 de agosto

O Sindilojas Porto Alegre é contrário a medida anunciada hoje, dia 18, pela Polícia Militar e mais 40 categorias de funcionalismo do Estado. Os órgãos de segurança pública são vitais para a sociedade, iniciar uma manifestação chamada de “”operação padrão””, ou seja, trabalhar somente com equipamentos e viaturas com documentações em dia, fará com que o número de policiais nas ruas diminua de forma significativa. A Entidade manifesta o seu repúdio à decisão, que como consequência terá o aumento do clima de insegurança dos cidadãos e do comércio de rua. O Sindicato orienta os lojistas a abrirem seus estabelecimentos e trabalharem normalmente nos próximos três dias desta semana.

O parcelamento dos salários dos servidores públicos e os projetos de ajustes fiscais comprometem todos os setores da economia e diminui a arrecadação. “”Somos contrário a essas medidas impopulares e compreendemos o direito do funcionalismo reivindicar o pagamento integral da sua remuneração. Porém, a sociedade não pode ser prejudicada dessa maneira””, afirma o presidente do Sindicato, Paulo Kruse.

Segundo levantamento do Sindicato, a paralisação dos servidores públicos realizada no dia 03 de agosto, gerou uma queda de quase 70% nas vendas do comércio da Capital. A redução foi, em média, de 46%. “”O fluxo de clientes nas lojas caiu 60%. O que vai acontecer em 3 dias de paralisação? Se, além dessas reivindicações fecharmos as portas dos estabelecimentos o cenário econômico ficará ainda mais crítico””, alerta Kruse.

O Sindilojas Porto Alegre orienta os comerciantes a ficarem atentos às movimentações nas proximidades das suas lojas, a fim de garantir a preservação do patrimônio e a segurança de seus funcionários e clientes. A Entidade salienta que estará monitorando os acontecimentos para auxiliar os lojistas e, inclusive, acionar a Brigada Militar quando for necessário.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais